Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul troca de comando e passa de companhia a batalhão

Mudança eleva atribuições da unidade dos bombeiros: município será sede do comando operacional da regional do Juruá

troca_comando_onofre_brito_004.jpg
troca_comando_onofre_brito_006.jpg
Troca de comando foi realizada no Teatro dos Náuas, com a presença de autoridades (Foto: Onofre Brito/Secom)

O major BM Moisés Antônio Silva assumiu nesta quinta-feira, 18, o comando do Corpo de Bombeiros em Cruzeiro do Sul, substituindo o capitão BM James Clay Silva de Carvalho. A troca de comando teve um significado especial para os bombeiros, pois marca a transformação da unidade de companhia em batalhão, que passa a se chamar oficialmente 4º Batalhão de Educação, Proteção Ambiental e Combate a Incêndio Florestal do Juruá.

A cerimônia de posse do novo comandante foi feita seguindo ritual próprio dos Bombeiros e aconteceu no Teatro dos Náuas, tendo sido prestigiada por autoridades civis, militares e religiosas, empresários e população. O coronel BM Flávio Pires, comandante dos Bombeiros no Estado do Acre, oficializou a transmissão de comando.

Segundo a secretária de Segurança Pública, Márcia Regina, neste ano está se consolidando a política de Segurança Pública do governo Binho Marques, e a mudança de companhia para batalhão eleva as atribuições da unidade dos bombeiros, de modo que Cruzeiro do Sul ficará sendo a sede do comando operacional da regional do Vale do Juruá.  Segundo contou, a transformação possibilitará mais investimentos e mudanças nas políticas e nas estratégias de atuação do Corpo de Bombeiros na região. 

Pelotão fluvial

troca_comando_onofre_brito_009.jpg

Para a secretária de segurança, troca de comando amplia atuação dos bombeiros no Juruá (Foto: Onofre Brito/Secom)

A secretária lembrou que, antes que a estrada fechasse, a polícia da região recebeu veículos, vieram seis delegados e anunciou a criação do pelotão fluvial. "Os barcos já foram adquiridos, estamos vendo como trazê-los para a região. A partir de abril haverá mais presença das forças de segurança tanto do Batalhão de Bombeiros quanto da Polícia Militar nos rios da região do Juruá e também nos rios Tarauacá e Envira", disse.

O comandante dos Bombeiros, Flávio Pires, também destacou a importância de Cruzeiro do Sul ter se tornado sede do batalhão. Ele informou que o objetivo é montar postos dos bombeiros nos outros municípios da região e explicou que esta é uma premissa do atual governo do Acre, de trabalhar no empoderamento dos municípios, levando os serviços do Estado a esses municípios.

"E os bombeiros não poderiam ficar de fora. Nós sabemos que incêndios e afogamentos não ocorrem apenas na capital e nas maiores cidades. Nas pequenas cidades também ocorrem. Então também temos que estar presentes nestas cidades". Ele lembrou ainda que os quarteis de Sena Madureira e de Tarauacá estão em construção e breve serão inaugurados. 

Novo comando, novas expectativas

O capitão James Clay comandou durante seis anos a então companhia dos Bombeiros. Em suas palavras de despedida ele expôs os avanços que ocorreram no âmbito da corporação. Segundo ele, o governo investiu muito no período e a companhia se profissionalizou nos resgates e no atendimento geral. Chamou a atenção para o grande avanço que aconteceu com a instalação do SAMU, os cursos de aperfeiçoamento para cabos e sargentos, a interação social com os arraiais e a construção da sede campestre, as reformas na estrutura física e a formalização de parcerias com a sociedade civil. Relatou o trabalho intenso desenvolvido pelos bombeiros durante as enchentes e no combate à malária.

James Clay informou que agora vai para Natal onde ficará dez meses, fazendo o curso de aperfeiçoamento de oficiais, o que lhe possibilitará alcançar o posto de major dentro da instituição.

O major Moisés, novo comandante, entrou para os Bombeiros em 1992 e considerou sua nova missão um ‘desafio’.  Ele trabalhou nos últimos quatro anos na parte administrativa da instituição e tem experiência na área de recursos humanos, relações públicas e gestão ambiental. "Estou aceitando este desafio de trabalhar na parte operacional no sentido de colaborar com a valorização do profissional da área e nos serviços preventivos, envolvendo a comunidade".

O major pretende desenvolver o projeto ‘Bombeiro Mirim’, em parceria com autoridades do município e Secretaria de Segurança Pública. Para ele Cruzeiro do Sul ainda é um lugar tranqüilo, com problemas pontuais e por isso quer trabalhar a parte preventiva, para evitar que cheguem à cidade problemas mais graves, como nos grandes centros.

"Não vamos trabalhar apenas na missão constitucional, de salvar vidas, de combater incêndios, de trabalhar na defesa civil. Queremos ser parceiros do município, no trabalho preventivo de jovens que estão em rota de risco, de entrada nas drogas e prostituição", afirmou. 

Salto de qualidade

O presidente da Associação Comercial do Alto Juruá, Marcos Venicio Alencar Souza, também prestigiou a troca de comando e reconhece que nos últimos seis anos o Corpo de Bombeiros teve um salto de qualidade em sua atuação defendendo a coletividade. "O que nós da classe empresarial esperamos do Corpo de Bombeiros é que ele esteja bem estruturado, para que em caso de necessidade posa trabalhar a contento. Também tem o fato de que o empresariado precisa do laudo dos Bombeiros para fazer suas instalações e sempre que procuramos a instituição somos bem atendidos", alerta.

O deputado federaI llderley Cordeiro também prestigiou a cerimônia. Ele é autor de emenda individual no valor de R$ 250 mil para reforma do quartel do Corpo de Bombeiros, projeto que está sendo tocado pelo governo do Estado que também fez a necessária contrapartida.


Galeria de imagens