Conselho Estadual de Saúde realiza oficina para controle social do SUS

Durante o evento foram construídas e apontadas diretrizes que irão nortear, no curto e médio prazos, novas ações para a divulgação e melhoria do serviço no Estado

A 1ª Oficina de Capacitação aos Tutores e Facilitadores da Educação Permanente foi realizada nos dias 15 e 16, promovida pelo Conselho Estadual de Saúde, na Escola Técnica Maria Moreira da Rocha, com o objetivo de educar pessoas para o controle social do Sistema Único de Saúde (SUS).

Participaram do evento 45 pessoas, entre elas técnicos de saúde, lideranças de vários municípios e membros dos conselhos estaduais e municipais de saúde, conselhos gestores, e a participação especial de Alexandre Magno, integrante do Conselho Nacional de Saúde e mestre permanente em educação popular.

Na ocasião, foram construídas e apontadas diretrizes que irão nortear, no curto e médio prazos, novas ações no Estado para a divulgação e melhoria do SUS. De acordo com Hélio Vitório, do Centro dos Hemofílicos do Acre (Chesac), a oficina foi uma oportunidade para se discutir o papel do SUS e buscar aperfeiçoá-lo.

Para Maria Serlene Gonçalves, funcionária do Centro Estadual de Formação de Pessoal em Saúde da Família do Tucumã, com essa formação os participantes poderão trabalhar para a construção do processo de educação e divulgação a respeito do SUS. "Foi uma oportunidade para conhecermos o papel dos conselhos estadual e municipal de saúde, como também os conselhos gestores das unidades de saúde do Estado", comentou. 

Segundo José Antônio Farias, membro do Conselho Municipal de Manuel Urbano, o encontro foi proveitoso, pois agora haverá maior proximidade entre os conselheiros."Quero parabenizar o Estado e todos que estiveram envolvidos nesse acontecimento. A partir de agora, estamos unidos em um só pensamento, objetivando um novo projeto para a melhoria da saúde pública do Acre", declarou.