Conselho de Meio Ambiente avalia ações do Pacto de Gestão das Águas

Esta é a terceira certificação do programa no estado (Foto: Val Fernandes/Secom)
Esta é a terceira certificação do programa no estado (Foto: Val Fernandes/Secom)

As ações desenvolvidas pelo governo do Estado dentro Pacto Nacional de Gestão das Águas (Progeestão) foram avaliadas na quinta-feira, 28, pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Cemac), no auditório da Biblioteca da Floresta.

Esta é a terceira certificação do programa no estado. Com a aprovação do Cemac, a Agência Nacional de Águas (ANA) libera o recurso para que a coordenadoria técnica do Progestão desenvolva as ações previstas para esta nova fase.

“Com a provação do conjunto de metas pelo conselho, vamos acessar mais um repasse da ANA, no valor de R$ 750 mil, para continuarmos melhorando a gestão das nossas águas”, explicou a coordenadora técnica do Progestão, Vera Reis.

A reunião foi conduzida pela coordenadora técnica do Progestão, Vera Reis (Foto: Val Fernanades/Secom)
A reunião foi conduzida pela coordenadora técnica do Progestão, Vera Reis (Foto: Val Fernanades/Secom)

O secretário de Estado de Meio Ambiente e presidente do Cemac, Edegard de Deus, comenta a importância da gestão hídrica. “Se a gente cuidar bem das nossas águas, vamos ter uma água de boa qualidade sempre. Esse é o principal objetivo do Progestão: fazer uma gestão adequada, coibindo excessos e usos inadequados, com o incentivo de uso racional e sustentável.”

O Pacto Nacional de Gestão das Águas é desenvolvido nos 27 estados da Federação, mais o Distrito Federal. O programa possui 17 metas e foi implementado pela Agência Nacional de Águas.

No Acre, o Progestão é gerido de maneira integrada  pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac).