Comitê gestor define processos de transição do Saerb

As comissões do Saerb e Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), que compõe o comitê gestor integrado, discutiram sobre as ações transitórias do sistema (Foto:Assessoria Depasa)
As comissões do Saerb e Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), que compõe o comitê gestor integrado, discutiram sobre as ações transitórias do sistema (Foto:Assessoria Depasa)

As comissões do Saerb e Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), que compõe o comitê gestor integrado, discutiram sobre as ações transitórias do sistema (Foto:Assessoria Depasa)

O comitê  gestor do Saerb, criado por decreto pelo governador Tião Viana e prefeito Raimundo Angelim reuniu-se na segunda-feira, 9, para afinar a fusão da nova gestão. As comissões do Saerb e Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), que compõe o comitê gestor integrado, discutiram sobre as ações transitórias do sistema, pontuando aspectos processuais das áreas administrativa, pessoal e financeira.

Segundo o diretor-presidente do Depasa, Gildo César, a medida formalizada está sendo muito importante para o processo que transfere o domínio do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco do município para o Estado. “O progresso trás consigo muitos desafios. E não há como oferecer qualidade de vida à população sem mudanças, adaptações. O Estado, sem dúvida tem mais condições para investir no sistema de saneamento da capital. Nosso foco é manter a qualidade dos serviços, em especial o abastecimento integral de água na zona urbana e rural”, disse.

As comissões ficaram encarregadas de realizar o levantamento de dados para serem apresentados ao governador e ao prefeito. Foi estabelecido em reunião um convênio de cooperação, firmando uma gestão compartilhada durante todo o período de transição.

Mesmo com processo transitório os trabalhos realizados pelo Saerb não param. São obras de reparos, manutenção, ampliação nas ETAs e reservatórios.

“Vamos continuar trabalhando sem trégua. Ter o Depasa atuando juntamente com o Saerb é um ponto muito positivo para o saneamento no Acre. A princípio vamos estudar os processos, corrigir os erros para que nada possa interferir na ampliação dos nossos serviços. Vamos atender eficazmente as necessidades primordiais da população”, afirmou Gildo César.