Começa a I Conferência Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente

Evento quer fortalecer a educação ambiental nas escolas e estimular estudantes, professores e a comunidade a identificarem e assumirem responsabilidades sobre questões ambientais 

 

dsc_0102_meioambiente.jpg

 dsc_0134.jpg

A I Conferência Estadual Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente do Acre foi aberta nesta quinta-feira, 4, no Horto Florestal, e prossegue até está sexta-feira, 5. O tema central da conferência é Mudanças Ambientais Globais. Cerca de 45 delegados/estudantes representando 17 municípios do Estado participam dos debates e oficinas de onde sairão  as propostas a serem levadas à III Conferência Nacional, que se realizará em abril de 2009, em Brasília.

Na solenidade de abertura estavam presentes a Secretária de Estado de Educação, Maria Corrêa, o vice-prefeito, Eduardo Farias, o diretor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente-SEMEIA, Arthur Leite, além de professores e entidades ligadas ao tema.

Para a secretária de Educação, Maria Corrêa, a iniciativa é a culminância de um trabalho de educação onde cada pessoa deve se sentir responsável pelo meio ambiente. “ Espero que daqui saiam idéias que tragam contribuições para solucionar muitos  problemas ambientais” , ressaltou.A secretária disse ainda que os jovens envolvidos com a questão ambiental são o eco de Chico Mendes para a preservação da natureza.

Um dos principais objetivos da conferência é fortalecer a Educação Ambiental nas escolas e estimular estudantes, professores e a comunidade a identificarem e assumirem responsabilidades sobre questões ambientais que estejam acontecendo em sua comunidade, culminando na elaboração de um projeto de intervenção da unidade escolar sobre o problema.

Mesmo tendo apenas, 11 anos, Akenia Cristina da Cruz, delegada da escola Divina Providência do município de Xapuri, já demonstra preocupação com o planeta. “Nós jovens é que vamos tomar atitudes para reverter à destruição que o homem vem provocando em nosso planeta. Esta situação não pode continuar se não a natureza vai sumir”, alerta Akenia. A estudante revela que se for a escolhida para representar o Acre na edição nacional vai mostrar a riqueza da        Amazônia e a história de seu maior ídolo:Chico Mendes. “Sou privilegiada de morar na sua terra. Assim como ele só foi reconhecido onde nasceu, após sua morte, espero que a natureza seja reconhecida antes que morra”, concluiu.

Maria de Luordes Nogueira,13, aluna da 8ª série da escola Serafim Salgado diz que a iniciativa e as propostas do encontro vão sensibilizar as pessoas para que suas interferências na natureza sejam sustentáveis. " O meio ambiente está em risco. Temos que parar de jogar lixo nas ruas e rios para não poluir nossas reservas de água", concluiu a estudante.   

No último dia do seminário, os delegados vão construir a Carta de Responsabilidades do Estado e escolher os delegados que irão participar em Brasília da III Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente.