GLOA no Acre

Comando e Controle do Acre atua em parceria com o Exército para garantir a ordem ambiental

Duas importantes reuniões sobre a situação das queimadas e incêndios florestais foram realizadas nesta terça-feira, 3. A primeira foi realizada na sala de situação do Corpo de Bombeiros, com a presença dos membros da Comissão Estadual de Gestão de Riscos Ambientais (CEGDRA). O segundo encontro no 4º Batalhão de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro (4º BIS), onde foi realizado o planejamento das operações de Garantia da Lei e da Ordem Ambiental (GLOA).

As ações da GLOA no Acre iniciaram no dia 24 de agosto, com a publicação do decreto presidencial que autoriza o emprego das Forças Armadas na Amazônia Legal, e encerram no dia 24 de setembro. Nesse período, o Exército Brasileiro está coordenando as ações de combate a queimadas e incêndios florestais no Estado do Acre. “O Exército não atua sozinho, é uma coordenação, e envolve o emprego das outras agências e órgãos. Criamos um Centro de Operações (COp) e vamos planejar e executar essas ações de forma conjunta e coordenada”, afirmou o comandante do 4º BIS, tenente coronel Wellington Costa Prates.

Duas importantes reuniões sobre a situação das queimadas e incêndios florestais foram realizadas nesta terça-feira, 3 Foto: Assessoria/Sema

“As operações do 4ºBIS iniciaram no estado de Rondônia, onde o combate a incêndios florestais é bem mais necessário do que no Acre. Como publicado no decreto, vamos atuar contra todos os crimes ambientais. O incêndio ilegal é apenas um dos crimes que vamos combater”, completou o comandante.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, participou das reuniões e afirmou que o Governo do Estado do Acre, através da Sema, vai subsidiar o Exército com informações e vai também colocar à disposição a estrutura das Unidades de Gestão Ambiental Integradas (UGAIs). “Na gestão do governador Gladson Cameli, nós criamos o Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental que tem fornecido um diagnóstico exato de todas as ações e todas as informações geradas serão repassadas ao Exército”, falou Israel.

As ações da GLOA no Acre iniciaram no dia 24 de agosto, com a publicação do decreto presidencial que autoriza o emprego das Forças Armadas na Amazônia Legal Foto: Assessoria/Sema

O comandante do Corpo de Bombeiros do Estado de Acre, coronel Carlos Batista, enfatizou a importância desse trabalho intensivo realizado em conjunto por todas as instituições. “Estamos trabalhando no combate às queimadas e também fazendo um trabalho preventivo, junto com as demais instituições de Comando e Controle, para que a situação não se agrave”, lembrou o coronel.

Os locais das ações não podem ser divulgados, mas durante a reunião foi traçada uma rota que abrange a atuação em todas as Unidades de Conservação estaduais. Os gestores da Sema subsidiaram os agentes da inteligência do Exército sobre como atuar nas áreas. O Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) vai estar presente em todas as ações da GLOA.

Participaram das reuniões representantes da Defesa Civil Estadual, CBMAC, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ministério Público Federal (MPF), Imac, Batalhão de Policiamento Ambiental, dentre outras instituições.

Últimas notícias

enfrentamento da pandemia 03/06/2020 - 10h27min

Governo do Estado decreta ponto facultativo no dia 5 de junho

Medidas contra Covid-19 em Assis Brasil 02/06/2020 - 11h03min

Nota Pública