Festa

Com presença do governador Gladson Cameli, Rádio Difusora Acreana celebra 77 anos no ar

Um dos mais antigos e tradicionais veículos de comunicação da Amazônia está em festa. No último dia 25 de agosto, a Rádio Difusora Acreana completou 77 anos de existência. Para comemorar a data, uma programação com direito a café da manhã, homenagens e uma transmissão especial do evento foi realizada nesta sexta-feira, 27, na própria emissora, em Rio Branco, e contou com a presença de antigos e atuais profissionais, além de várias autoridades, entre elas, o governador do Estado, Gladson Cameli.

Para celebrar os 77 anos de existência da Rádio Difusora Acreana, uma programação especial foi realizada nesta sexta-feira, 27, na sede da emissora, em Rio Branco Foto: Marcos Vicentti/Secom

Ao fazer uso da palavra, o gestor lembrou que a história da Difusora e da sociedade acreana acaba se confundindo, tamanha a presença da rádio no dia a dia da população, sobretudo as pessoas que moram nos locais mais distantes dos centros urbanos. Gladson parabenizou os servidores e aproveitou para enaltecer o empenho e dedicação de cada um deles, que são os verdadeiros responsáveis pelo sucesso da “Voz das Selvas”, como também é conhecida.

“Em muitos lugares, somente a Difusora Acreana consegue chegar. Vocês merecem todo o nosso respeito e reconhecimento por fazerem um trabalho de excelência em prol do nosso povo, principalmente dos mais humildes. Estou muito feliz de poder estar celebrando mais esse aniversário e contem conosco para que possamos sempre trabalhar pelo fortalecimento da rádio e valorizar os seus profissionais, como eles realmente merecem”, afirmou Cameli.

Governador Gladson Cameli parabenizou os servidores pelo empenho e dedicação. Segundo o chefe de Estado, os profissionais são os grandes responsáveis pelo sucesso da rádio Foto: Marcos Vicentti/Secom

Por meio da rede estadual de rádios, uma das maiores da Região Norte, a Difusora leva ao ar, diariamente, informação, prestação de serviço e entretenimento para milhares de ouvintes. Sua variada grade de programação, que se inicia ainda pela madrugada, atende todos os públicos. Destaque para o Correspondente Difusora, espaço destinado para leitura de mensagens e importante instrumento de comunicação para os moradores da zona rural.

Desde o início da administração de Gladson Cameli, o Sistema Público de Comunicação do Acre está sendo reestruturado. No caso específico da Difusora, a potência dos transmissores foi aumentada, possibilitando que o sinal da emissora tenha um alcance maior. O grande desafio da atualidade é possibilitar que a rádio estatal também seja ouvida em frequência modulada (FM).

“Muitas rádios da Amazônia já estão funcionando em AM [amplitude modulada] e FM. O nosso desejo é que a Difusora também entre nessa nova era e o seu sinal seja disponibilizado para FM. Será um ganho muito grande de qualidade e isso nos possibilitará que mais pessoas nos escutem”, explicou Raimundo Fernandes, diretor da Rádio Difusora Acreana.

Gladson Cameli com parte da equipe de profissionais da emissora de rádio mais antiga do estado Foto: Marcos Vicentti/Secom

Os deputados estaduais Cadmiel Bomfim, Gerlen Diniz e José Bestene; o deputado federal Alan Rick; o secretário de Infraestrutura, Cirleudo Alencar; o secretário de Assuntos Governamentais, Alysson Bestene; e a secretária de Educação, Cultura e Esportes, Socorro Neri; também prestigiaram o evento.

“Trabalhar na Difusora é a realização de um sonho”, diz radialista

Os primeiros passos de Ivan de Carvalho na “Voz das Selvas” foi ao lado de Jota Conde, um dos grandes nomes do rádio acreano. Na época, aos nove anos de idade, o radialista recebeu o convite para cantar no programa Miscelânea Musical. Daquele dia em diante, começava uma história de paixão pela emissora, que já dura mais de três décadas.

Ivan de Carvalho recebeu homenagem das mãos do governador. Para o profissional, trabalhar na Difusora é a realização de um sonho Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Eu visto essa camisa há 35 anos e posso dizer que trabalhar na Difusora é a realização de um sonho. Eu ouvia a rádio na minha casa e tinha o sonho de entrar no estúdio, fazer uma locução. Depois daquela apresentação no programa do Jota Conde, eu aproveitei a oportunidade e estamos aqui até hoje”, conta.

Outro experiente profissional é Zezinho Melo. Atual apresentador do programa Tarde de Emoções, o radialista já atuou em diversas funções na Difusora Acreana. Desde a década de 1970, sua voz marcante faz a torcedor vibrar durante as competições esportivas transmitidas pela emissora.

Radialista Zezinho Melo trabalha na “Voz das Selvas” desde novembro de 1962 Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Entrei nesta emissora em novembro de 1962 e faço parte desta casa com muito orgulho. Em nome de todos os profissionais da equipe esportiva, gostaria de parabenizar a Difusora pelos seus 77 anos de história, que possamos comemorar muitos e muitos aniversários dessa rádio tão querida pelos acreanos”, pontuou.

Uma trajetória de sucesso

Em um cenário de Segunda Guerra Mundial e apogeu do Segundo Ciclo da Borracha, nascia a Rádio Difusora Acreana. Naquela época, chegar ao então território federal do Acre era muito difícil. Os primeiros equipamentos, que pesavam quase meia tonelada, foram trazidos em uma verdadeira jornada de avião.

A primeira transmissão ocorreu em 7 de agosto de 1944, em caráter experimental. Já a inauguração oficial foi realizada no dia 25 de agosto. Durante muitos anos, foi o principal veículo de comunicação do Acre. Na era de ouro do rádio, a emissora contava com plateia, que prestigiava os famosos programas de shows de calouros, responsáveis por revelar inúmeros artistas locais.

Para o secretário de Comunicação, Rutembergue Crispim, é incontestável a trajetória de sucesso obtida pela Difusora nos últimos 77 anos. Em seu discurso, o gestor destacou o novo momento vivido na emissora, principalmente pelo estabelecimento de um espaço democrático.

Secretário de Comunicação, Rutembergue Crispim, enalteceu trajetória de sucesso da Difusora Acreana Foto: Marcos Vicentti/Secom

“A Rádio Difusora Acreana é um patrimônio histórico do nosso estado, por isso, merece toda a nossa atenção e respeito. O governo de Gladson Cameli não vem medindo esforços para valorizar essa emissora como ela realmente merece e isso tem refletido  de maneira muito positiva entre os funcionários, que estão bastante animados. Por sermos uma rádio pública, nossos microfones estão sempre abertos para ouvir a todos. Isso só está sendo possível porque temos um governador extremamente democrático”, argumentou.