reforço

Ciopaer realiza transporte de vacinas e pacientes em regiões de difícil acesso

O governo do Estado do Acre segue com ações estratégicas para um alcance cada vez maior do número de vacinados contra a Covid-19. Por isso, por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas do (Ciopaer) continua contribuindo com a logística de distribuição das vacinas contra esta e outras doenças.

Hárpia 03 realizou o transporte de cerca de nove mil vacinas. Foto: Cedida

A ação é importante dada a complexidade do transporte terrestre em regiões mais distantes, e permite a cobertura vacinal das populações rurais, ribeirinhas, indígenas e também da população que vive em comunidades isoladas. Na quinta-feira 18, o Hárpia 03,  levou aos municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo cerca de nove mil doses de imunizantes, que servirão para a continuidade das campanhas de vacinação.

“A entrega de vacinas no Acre requer uma logística diferenciada e robusta. Alguns de nossos municípios só podem ser acessados pelos rios e pelas vias aéreas. Essa situação exige uma atenção especial dos órgãos públicos, que necessitam se articular em todas as esferas de governo. A entrega de vacinas representa o sucesso da operação e cria mais esperança para essas comunidades de que o pior momento foi superado”, afirmou o comandante Sérgio  Albuquerque, responsável pela missão.

Imunizantes contra a Covid-19 e outras vacinas foram entregues em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. Foto: Cedida

O Ciopaer atua em todo o estado, e além do transporte de vacinas, na área da saúde realiza também o translado de médicos, equipes de saúde, remédios e pacientes. Em Marechal Thaumaturgo, a equipe realizou o transferência de uma mãe e de um recém-nascido de 28 dias, que precisava  de atendimento médico para a  Cruzeiro do Sul. Mãe e filho foram recebidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhados à unidade de saúde. O estado da criança é estável.

Criança foi levada para unidade de saúde de Cruzeiro do Sul. Foto: Cedida

No mesmo dia a equipe realizou também o transporte de outro paciente com hipótese diagnóstica de pneumonia. O rapaz de 26 anos foi entregue à equipe médica do Samu que está sempre presente nos resgates.  Aramadisson da Conceição Silva foi encaminhado para realização de exames.

Paciente foi recebido pela equipe médica do Samu. Foto: Cedida

O comandante Albuquerque destaca a importância do transporte de pacientes: “Os dois resgates realizados nos causam muita satisfação. O apoio nessas situações graves de saúde nos orgulha porque é notório que sem o reforço aéreo do governo do Acre, por meio do Ciopaer, essas pessoas sofreriam muito mais em seus tratamentos por não terem acesso aos centros de referência e alta complexidade. Acreditamos que as operações aéreas estão fazendo a diferença nas vidas das pessoas que atendemos”, afirma.