Católicos acompanham festa de São Sebastião

Governador Tião Viana participa da procissão em devoção padroeiro de Xapuri

Devoto de São Sebastião desde a infância, o governador Tião Viana e sua esposa, Marlúcia Cândida, participaram da procissão em homenagem ao santo   (Foto: Val Fernandes)
Devoto de São Sebastião desde a infância, o governador Tião Viana e sua esposa, Marlúcia Cândida, participaram da procissão em homenagem ao santo   (Foto: Val Fernandes)
Devoto de São Sebastião desde a infância, o governador Tião Viana e sua esposa, Marlúcia Cândida, participaram da procissão em homenagem ao santo   (Foto: Val Fernandes)

Devoto de São Sebastião desde a infância, o governador Tião Viana e sua esposa, Marlúcia Cândida, participaram da procissão em homenagem ao santo (Foto: Val Fernandes)

Devoto de São Sebastião desde a infância, o governador Tião Viana e sua esposa, Marlúcia Cândida, participaram da procissão em homenagem ao santo neste vinte de janeiro, em Xapuri, distante cerca de 190 quilômetros da capital acreana.

“Eu sou devoto de São Sebastião desde o nascimento e o meu nome é um agradecimento a ele, feito por minha mãe. Eu faço questão de acompanhar esta tradição católica, uma festa importante para o estado, e um momento de bastante religiosidade”, disse o governador Tião Viana.

A festa acontece desde 1902, quando um grupo de senhoras saiu às ruas de Xapuri, carregando velas acessas em devoção ao santo, pedindo pela paz entre brasileiros e bolivianos. Palco da revolução acreana, a cidade ainda respirava o conflito. Hoje São Sebastião é o santo padroeiro do município e a festa católica é uma das mais prestigiadas no estado.

“Esta é uma festa tradicional e muito importante para o município. Aquele grupo de devotos que iniciou esta tradição de fé cristã pediu pela paz entre os brasileiros e bolivianos e foi atendido. Desde então milhares de fiéis acompanham a procissão”, explicou o padre Francisco das Chagas, de Xapuri.

Este ano cerca de 10 mil fiéis acompanharam a festa. Os devotos chegam à  Xapuri vindo de vários municípios e até de outros estados. A tradição movimenta o comércio local, lota as pousadas e atrai comerciantes de outras regiões.