DSC03881
Governo alerta para cuidados com locais que podem virar criadouros do mosquito da dengue (Foto: Arquivo Sesacre)

Dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), divulgados na sexta-feira, 31, mostram que, até Semana Epidemiológica 43 (19 a 25 de outubro), foram registradas 19.099 notificações de casos suspeitos de dengue em Cruzeiro do Sul. Foram confirmados 8.501 casos, representando 44,5% de positividade da doença. Até o momento, não há registro de óbito por dengue no município.

Em agosto, o governo do Estado lançou a campanha “Prevenção Sim, Dengue Não! Operação Guerra contra a Dengue” com o objetivo de intensificar as ações de controle químico para o combate ao mosquito transmissor da dengue, e também para sensibilizar a população, por meio de ações de educação em saúde e mobilização social, sobre os riscos da doença, além de aplicações completas com UBV pesado (fumacê), com complementação em áreas de difícil acesso com UBV costal. 

“Com a parceria das instituições não governamentais – empresários e comerciantes locais – e secretarias de estado, estamos fortalecendo nossas ações para fazer a sensibilização dos moradores, mostrando que a dengue é um problema de todos”, informou Thayna Holanda, gerente do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Controle de Endemias do Estado. 

Foco do Mosquito da Dengue

Cruzeiro do Sul

Segundo o Levantamento de Índice Rápido para Aedes Aegypti (LIRAa), realizado, no período de 21 a 23 de agosto, o  Índice de Infestação Predial (IIP) foi de 4,6%, apresentando um aumento de 62%, em relação ao LIRAa realizado em abril.

Ainda de acordo com o levantamento, 70% dos focos de infestação do mosquito são os depósitos e caixas d’água.

“É essencial que a população seja nossa aliada nesse combate, realizando ações básicas em suas casas como manter a caixa d’água limpa e fechada, limpar os quintais, eliminar garrafas, depósitos que podem acumular água”, destacou a secretária de Estado de Saúde, Suely Melo.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) implantou uma unidade de referência para atendimento 24 horas, no Hospital de Dermatologia Sanitária de Cruzeiro do Sul, para atendimento precoce aos pacientes com suspeita de dengue e necessidade de hidratação. No Hospital, de 21 de agosto a 29 de outubro, foram realizados 10.506 atendimentos, 2.701 internações e 11.784 hemogramas.

Confira o Boletim Informativo da Vigilância em Saúde Estadual