Binho inspeciona modernização do centro cirúrgico da Fundhacre

Unidade recebeu equipamentos de última geração, dobrou capacidade de atendimento e retoma trabalho normal nesta terça-feira

dsc_3391.jpg

Governador conheceu as novas instalações do centro cirúrgico, que teve a capacidade de atendimento dobrada. (Foto Sérgio Vale /Secom)

O governador Binho Marques visitou na segunda-feira, 10, o novo centro cirúrgico da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) que retoma o atendimento normal nesta terça-feira, 11. A unidade passou por uma ampla reforma, que a deixou moderna e dobrou sua capacidade de atendimento.  O centro tem agora oito salas de cirurgia dotadas de equipamentos de última geração como o Arco Cirúrgico em "C" um aparelho de raio-x pelo qual o  médico pode acompanhar detalhes da cirurgia, em tempo real, através de um monitor -e o foco cirúrgico, equipamento para iluminação em cirurgias e dois autoclaves (destinados a esterilização de indumentária e instrumentos).

Reformado, ampliado e modernizado, o centro cirúrgico permitirá, ao longo de dois anos, reduzir em pelo menos  80% a demanda  por cirurgias de especialidade.  Em outubro, a Fundhacre realizou 560 procedimentos cirúrgicos.  Além das operações de rotina,  a unidade amplia ou está em condições de realizar intervenções oftmálicas,  de cabeça/pescoço, tórax e oncológicas. As reformas e adequações em andamento no hospital possibilitam a três novos ambientes aptos a pequenas cirurgias, os quais servirão de complemento ao trabalho do centro.  Atualmente, a Fundhacre realiza transplante de fígado e atua para que em curto espaço de tempo esteja tranplantando córnea.  O Governo do Acre mantém um médico em treinamento de captação de órgãos em São Paulo. "A proposta é fazer da Fundhacre modelo de atendimento em saúde", disse Osvaldo Leal, secretário de Estado da Saúde.

dsc_3304.jpg

Centro cirúrgico permitirá, ao longo de dois anos, reduzir em pelo menos 80% a demanda por cirurgias de especialidade (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Binho visitou outros núcleos da Fundhacre, os quais também estão em obras. O setor de acolhimento é o espaço onde os usuários receberão informação e acompanhamento que os farão evitar perder tempo em filas ou percorrendo o hospital em busca do atendimento. "O acolhimento correto evita que a pessoa fique esperando na fila", disse Thor Dantas, secretário-adjunto de Atenção em Saúde.  

A Fundhacre recebeu recentemente um tomógrafo computadorizado de ponta. O equipamento processa um exame a cada dez minutos. O antigo levava quarenta minutos para realizar a mesma tarefa.  Com especialistas e equipamentos de alta tecnologia, a Fundhacre se consolida como hospital de especialidades. "Não é diferente de unidades particulares do Sul do País", avaliou o governador após percorrer o interior do centro cirúrgico. O auditório, também visitado por Marques, passa igualmente por ampla reforma.