Bate-papo ambiental sugere mudança de atitude dos cidadãos

“Mudar de atitude é colaborar para a transformação da cidade”, afirma biólogo (Foto: Diego Gurgel/Secom)
“Mudar de atitude é colaborar para a transformação da cidade”, afirma biólogo (Foto: Diego Gurgel/Secom)

“Qual a cidade a cidade que queremos?”. Foi assim, provocando os servidores e colaboradores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), que o biólogo Valden Rocha iniciou um bate-papo descontraído sobre sustentabilidade na tarde desta segunda-feira, 8.

O encontro integra o calendário de atividades comemorativas do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. Falando sobre “Cidade sustentável e a bicicleta como transformação urbana”, o biólogo estimulou os presentes a refletirem sobre esse meio alternativo de transporte.

“Além de não eliminar gases prejudiciais ao meio ambiente, ela traz benefícios físicos, sociais e econômicos. É necessário apenas que cada um de nós pense sobre nossa responsabilidade ambiental e com a transformação da cidade”, explicou.

De acordo com dados da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (RBTrans), apresentados durante a conversa, este ano o número de veículos no Acre pode chegar a aproximadamente 230 mil. Rio Branco concentra 60% desse total. Cada carro libera em média 150 gramas de dióxido de carbono (CO²) por quilômetro, ou seja, degrada o ar e é um fator agravante para o aquecimento global.

“Esse debate mexe com todo mundo. Eu mesma já estou considerando a possibilidade de usar a bicicleta pelo menos uma vez por semana, até ir me acostumando”, disse a técnica do Departamento de Difusão e Educação Ambiental, Débora Verçoza.

Por fim, Valden faz um convite à população. “Vamos mudar de hábito, mudar de atitude. Se cada um parar pra pensar um pouco e fizer a sua parte, já teremos um meio ambiente diferente e uma cidade transformada”, declarou.