solidariedade

Bandeirinha recebe ajuda de jogador acreano que atua na Grécia e doa cestas básicas para idosos

O bandeirinha Jean Carlos, que atua no futebol acreano há 20 anos, foi personagem de uma reportagem do programa Esporte Espetacular da Rede Globo.

A matéria mostrou as dificuldades financeiras que árbitros e assistentes, que têm o futebol como única fonte de renda, estão enfrentando.

Com a suspensão do Campeonato Acreano, por conta do novo coronavírus, Jean Carlos ficou sem trabalhar.

Diferente dos jogadores que têm contratos com os clubes, árbitros e bandeirinha (auxiliares) só recebem quando atuam.

Jean Carlos é bandeirinha há 20 anos no futebol Acreano Foto: Arquivo pessoal

Casado e pai de duas filhas, Jean Carlos viu as contas se acumulando a cada dia, na mesma proporção em que a geladeira ficava vazia, mas do outro lado do Atlântico veio uma ajuda inesperada.

O acreano Rodrigo Galo, que joga no Atromitos do futebol da Grécia, viu a reportagem e decidiu ajudar.

Rodrigo, que é natural de Rio Branco, fez uma doação de R$ 1.500 para Jean Carlos. “Eu fiz a entrevista para mostrar nossa realidade. Fiquei feliz pela atitude do Rodrigo”, disse o auxiliar de arbitragem.

Com a ajuda recebida de seu conterrâneo, que reside em Atenas, Jean Carlos pagou dívidas, comprou alimentos e ainda multiplicou a solidariedade.

Com parte dos R$ 1.500, o auxiliar de arbitragem comprou três cestas básicas e doou para três idosos carentes.

Uma senhora de 61 anos que é vendedora de picolé, mas está sem trabalhar, recebeu uma das cestas. “Ao meu redor pessoas também estão passando por dificuldades, por isso, compartilhei a ajuda que recebei”, disse Jean.

Jogador Acreano Rodrigo Galo atua no futebol da Grécia Foto: Cedida