musicalização

Alunos da Escola de Música participam de atividades em comemoração ao Mês das Crianças

“Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo, e com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo”. Esse verso da famosa canção Aquarela, de Toquinho, evoca nos brasileiros a imagem de uma criança rabiscando o papel.

No entanto, se essa ilustração for feita por crianças que têm contato com o ensino musical, o astro amarelo pode se transformar numa clave de sol, assim como as retas podem se transformar nas linhas de uma partitura.

Os docentes da Escola de Música do Acre desenvolveram atividades lúdicas (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Tais substituições simbólicas demonstram como o ensino musical pode enriquecer o conhecimento da população infantil, assim como gerar outras perspectivas de memórias ilustrativas, auditivas ou afetivas.

Sob essa perspectiva, a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (SEE), por meio da Escola de Música do Acre (Emac), promoveu na última semana diversas atividades lúdicas em alusão ao Mês das Crianças.

Com a felicidade estampada nos sorrisos, olhares atentos, esbanjando energia, criatividade e musicalidade, os pequeninos participaram de rodas de cantigas, tocaram instrumentos de percussão, cantaram junto aos professores e brincaram de bingo musical.

“A data especial possibilitou aos docentes adicionar novas dinâmicas nas aulas de musicalização infantil, que são um suporte para desenvolver a sensibilidade à música, o reconhecimento de sons, melhorar a memória, a coordenação motora e a sociabilidade”, relata o coordenador-geral da Emac, Afonso Portela, que é maestro.

Contação de histórias e esquetes teatrais foram apresentados para os alunos da Emac. Foto: Marcos Vicentti/Secom

A iniciativa contribui com a concentração e imaginação das crianças, criando um diálogo entre a ficção e a realidade. A programação foi realizada na Biblioteca Pública Maestro Sandoval, que funciona no prédio da Escola de Música do Acre, no Tucumã.

Outro momento de destaque no cronograma foi a apresentação de fantasias. A euforia foi tanta que o pequeno João Arthur Cunha, de 8 anos, subiu numa cadeira e disse que estava voando igual ao Super-Homem.

“Gosto de super-heróis, adorei ver de perto. Eu posso ser um deles, sabia? Ah, eu também gostei de ver aquele do filme Star Wars”, disse, referindo-se ao guerreiro solitário The Mandalorian.

O aluno João Arthur se sentiu o Super-Homem. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Escola de Música

A Escola de Música do Acre está localizada na Avenida Central, 92, Conjunto Tucumã II, em Rio Branco. Para informações sobre cursos, projetos de extensão, workshops, palestras, shows ou esclarecimento de dúvidas, entre em contato com a Emac pelo número telefônico: (68) 3229-4918 ou pelo perfil no Instagram @escolademusicadoac.