Agricultora é resgatada por helicóptero João Donato após ser picada por cobra

Maria Eliane foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco

A agilidade e eficiência da tripulação que trabalha com o helicóptero Comandante João Donato, mais uma vez, foram essenciais para salvar a vida de um cidadão. Na noite desta quinta-feira, 5, a agricultora Maria Eliane da Silva, 45 anos, foi resgatada pela tripulação após ser ferida por uma picada de cobra jararaca.

Maria Eliane mora no ramal Espinhara II e depois de ser ferida tentou sair de sua comunidade via ramal, porém um açude transbordou e alagou a via dificultando a passagem de veículos, ainda assim, os familiares tentaram trazê-la a capital para que fosse medicada, mas ao chegar até a BR-364 encontraram o quilômetro 50 da rodovia fechado pela Polícia Rodoviária Federal devido ao transbordamento do riozinho do Andirá.

Diante das dificuldades para deslocar a agricultora para a capital os familiares decidiram retornar ao ramal e buscar outra ajuda. Entraram em contato com as equipes de salvamento e informaram a situação de Maria Eliane da Silva.

A tripulação do helicóptero João Donato foi deslocada para atender a agricultora e o resgate dela e do esposo foi feito às margens do ramal, próximo a uma escola. Enquanto traziam a agricultora e o esposo para a capital, a tripulação acionou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para que prestassem socorro e levassem Maria Eliane ao hospital.

“Depois que resgatamos a senhora Maria Eliane pousamos no 7° BEC (Batalhão de Engenharia e Construção). Quando chegamos lá uma equipe do Samu nos aguardava e prestou os primeiros atendimentos a ela. Em seguida a senhora Maria Eliane foi levada ao Pronto Socorro”, conta o major Albuquerque que participou do resgate a bordo do helicóptero João Donato.

O helicóptero Comandante João Donato já foi utilizado para a realização de mais de 20 resgates de vítimas de acidentes em várias localidades do Acre. Entre elas destaca-se sua primeira atuação no resgate de vítimas em Manoel Urbano e ainda o resgate de Marlenira da Silva Nascimento, de Santa Rosa, que estava grávida e precisou ser transportada até a Maternidade Bárbara Heliodora, na capital acreana.