Agenda dos povos indígenas prevê demarcação de 127 terras até 2010

Documentação de línguas ameaçadas de extinção também está no programa de promoção

 

   

O governo federal pretende, até o final de 2010, demarcar 127 terras indígenas, indenizar e reassentar 9 mil famílias de trabalhadores rurais que vivem em áreas pertencentes aos índios e recuperar 10 mil hectares de áreas indígenas degradadas. Esses são alguns dos objetivos do Programa de Proteção das Terras Indígenas, que faz parte da Agenda Social dos Povos Indígenas, lançado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva esta semana.

 

A iniciativa também inclui dois outros programas, o de Promoção dos Povos Indígenas e o de Qualidade de Vida dos Povos Indígenas. Serão investidos na agenda R$ 505,7 milhões até 2010. Desse total, R$ 305,7 milhões virão da Fundação Nacional do Índio (Funai) e o restante da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), para investimentos em obras de saneamento básico voltadas para essa população.

 

Entre as ações no âmbito do programa de promoção, o presidente da Funai Márcio Meira destacou a documentação de 20 línguas indígenas ameaçadas de extinção, entre as cerca de 180 existentes no país. Segundo Meira, o programa de promoção também prevê o fomento a projetos econômicos de geração de renda para as comunidades indígenas.

  

Fonte: Agência Brasil