Combate ao transporte clandestino

Ageac elabora agenda para fiscalização do transporte clandestino intermunicipal

A energia elétrica, o programa de saneamento básico, a água, o transporte intermunicipal de passageiros e o combustível são fiscalizados pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado do Acre (Ageac). Na manhã desta segunda-feira, 14, foi feita a reunião na promotoria do consumidor com entidades para auxiliar na fiscalização contra o transporte clandestino de passageiros.

Reunião para definir medidas sobre o transporte clandestino intermunicipal (Foto: Cedida)

O principal objetivo do encontro foi elaborar ideias de como seria realizada a inspeção. “Será construída uma agenda de fiscalização e de inteligência para identificar todos os grupos de caronas que operam clandestinamente, conduzindo pessoas no transporte intermunicipal”, relatou o diretor-geral da Ageac, Vanderlei Freitas Valente.

Participaram da reunião a promotora Alessandra Garcia, o sindicato estadual dos taxistas e representantes de Sena Madureira, Tarauacá, Rio Branco, Epitaciolândia e Brasileia. Uma das medidas a serem tomadas é que os veículos abordados ilegalmente serão multados e poderão ser apreendidos.

“Foi uma reunião proveitosa, pois a situação do transporte clandestino da capital e especialmente do interior estava alarmante, prejudicando os taxistas. Foi entregue à promotoria um relatório com placas de veículos que estão agindo ilegalmente, a fim de serem tomadas as providências”, comentou o presidente do sindicato dos taxistas, Esperidião Teixeira.

Colaboradores

A Ageac, responsável por regular, fiscalizar e controlar serviços públicos, tem colaboradores para auxiliar na execução desses serviços, como a Polícia Militar do Acre (PMAC), o Departamento de Transporte de Rio Branco (RBTrans), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério Público Estadual (MPAC).