ação inédita

Acre realiza primeiro Saúde Itinerante Especializado do país voltado à população indígena

O reconhecimento e a valorização da contribuição dos povos originários na formação e desenvolvimento do Acre é política prioritária da gestão do governador Gladson Cameli.

Atendimento pediátrico. Foto: Marcos Santos/Secom

Numa ação inédita no país, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), em parceria com o Distrito Sanitário Indígena (Dsei) e as prefeituras de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, realiza edição do programa Saúde Itinerante Especializado voltado à população indígena.

Sesacre e parceiros realizam primeiro Itinerante do país voltado aos povos originários. Foto: Marcos Santos/Secom

A meta da edição é realizar atendimento para cerca de 600 indígenas, durante os dias 24 e 25 deste mês, na Escola Dom Henrique Ruth, em Cruzeiro do Sul.

O trabalho se inicia na atenção primária, com os serviços de triagem, vacinação, deslocamento dos indígenas das aldeias ao local dos atendimentos, entre outros. “Vamos proporcionar aos indígenas um momento de cuidado com a saúde e de dignidade”, destacou Deusdete Oliveira Souza, representante do Dsei, órgão responsável pelos serviços básicos.

Teste rápido, um dos serviços ofertados aos indígenas. Foto: Marcos Santos/Secom

As consultas nas especialidades de ginecologia obstetrícia, pediatria e infectologia, e a realização de exames de apoio diagnóstico e laboratoriais são assegurados pela Sesacre.

Itinerante oferta vacinação. Foto: Marcos Santos/Secom

“A população indígena tem importância social e cultural ao nosso país. Por isso, buscamos ofertar os serviços, melhorando e ampliando o acesso aos atendimentos. É um forma de acolher esses povos que tanto contribuem para a nossa sociedade”, ratificou Diani Carvalho, coordenadora da Sesacre no Juruá.

Momento de cuidado com a saúde e de dignidade aos indígenas. Foto: Marcos Santos/Secom

Valéria Lima, gestora da Saúde de Cruzeiro do Sul, falou do apoio dado pelos municípios, com estrutura, logística, insumos e a disponibilidade de profissionais. “A partir desse projeto pioneiro, vamos realizar outros grandiosos, sempre pautados nas parcerias. Temos que confiar sempre em trabalhos feitos em conjunto”, pontuou a secretária.

União em prol da população. Foto: Marcos Santos/Secom

A importância da ação para que vive em região de difícil acesso

Há anos convivendo com dores abdominais agudas, que causam paralisação dos movimentos, Esmeralda Jaminawa Arara, cacique da Aldeia Nova Vida II, localizada às margens do Rio Juruá, recebeu diagnóstico após realização de exame. “É uma batalha difícil, mas a partir de agora vejo esperança em restaurar minha saúde. Estar aqui é uma oportunidade única”, proferiu.

Apesar do isolamento, Estado garantiu assistência médica à cacique Esmeralda Jaminawa Arara. Foto: Marcos Santos/Secom

A assistência médica sem custos incentivou Elândia da Silva Kaxinawá a buscar consulta pediátrica para a filha recém-nascida, Raila da Silva Kaxinawá, que apresenta quadro de desnutrição. “O meu povo se senti feliz e agradecido pelo tratamento recebido”, externou.