Acre realiza I Workshop Internacional em Transplante de Fígado e Rim

O evento acontece de 20 a 25 deste mês, no Hospital das Clinicas (HC), e traz profissionais de São Paulo e de Washington que irão ministrar aulas práticas na UTI e teóricas. O workshop é direcionado a profissionais de saúde que atendem pacientes em UTI, durante e após o procedimento de transplante.

Curso vai reunir no Hospital das Clínicas profissionais que atendem pacientes em UTIs (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Curso vai reunir no Hospital das Clínicas profissionais que atendem pacientes em UTIs (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O workshop é uma iniciativa do Serviço de Atendimento Especializado (SAE) do Hospital das Clínicas de Rio Branco e do doutor Tércio Genzizni, cirurgião do aparelho digestivo que atua nos hospitais Bandeirantes e Beneficência Portuguesa, ambos em são Paulo.

Cerca de 150 enfermeiros das unidades de saúde de Rio Branco que possuem UTI (Hospital das Clínicas, Hospital da Criança, Huerb e Santa Juliana) vão participar do curso, além de profissionais de Porto Velho.

Desde 2009, o Acre já fez 30 transplantes de rim e hoje há 12 pacientes na fila de espera. As doações podem vir tanto de doadores do estado como do cadastro nacional. Além do rim, no HC também é realizado transplante de córnea. “O workshop é uma oportunidade para treinar os profissionais para o transplante de fígado que deve começar a acontecer no Acre até o final do ano”, diz a gerente geral do SAE, Edna Gonçalves.

Durante cinco dias, 14 profissionais de saúde entre médicos, cirurgiões de várias especialidades e enfermeiros de São Paulo, Belém, Rondônia, Acre e Estados Unidos vão trocar experiências e conduzir as aulas. O cirurgião Tércio Genzini, o cirurgião geral do HC/AC, Nilton Ghiotti, o nefrologista Gustavo Fernandes Ferreira, de São Paulo, e a enfermeira Lia Marie Barros, da Universidade de Washington/EUA, são alguns dos participantes.

Entre os temas tratados no workshop estão: Organização à procura de órgãos e tecidos; Modelo de captação em São Paulo e Contra indicações de doação; Protocolo de admissão hospitalar do paciente no pré-operatório dos transplantes de rim e fígado; Apresentação da Unidade de Transplantes da Universidade de Washington;Situação da doação e Transplantes de órgãos nos Estados do Acre, Rondônia, Amazonas e Pará; Transplante de Fígado indicação/inscrição e manutenção na fila de espera.

Transplantes em números

O número de transplantes realizados no Brasil aumentou em 124% na última década. Passou de 10.428, em 2001, para 23.397, em 2011. Além disso, em 2011 o país teve o maior aumento anual em números de transplantes dos últimos dez anos: 2.357 cirurgias a mais que em 2010. Com isso, foi atingida a marca de 11,4 doadores por milhão de habitantes ultrapassando a meta de 10 por milhão (BRASIL, 2012).

De acordo com os dados apresentados pelo Ministério da Saúde (MS), o Brasil é hoje o maior sistema público de transplantes do mundo, com 95% dos procedimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A abertura e credenciamento do I Workshop Internacional em Transplante de Fígado e Rim acontece dia 20, às 18 horas, no auditório do Hospital das Clínicas.