Educação Viária é Vital

Acre participa de encontro que reúne os melhores projetos de educação de trânsito do país

Três projetos acreanos de educação viária estão entre os 50 melhores do país (Ascom/Detran)

Como parte do projeto Educação Viária é Vital, da Fundação Mapfre, representantes do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) e de escolas públicas do estado participam de encontro nacional sobre trânsito. A atividade foi realizada nesta quinta-feira, 23, em São Paulo (SP).

Ao longo do ano, a Fundação Mapfre capacita educadores de todo o país sobre a importância de disseminar a educação viária nas escolas. No fim de cada ano, seleciona os melhores projetos do país e leva seus representantes para um momento de imersão e compartilhamento de saberes.

Em 2018 foram desenvolvidos 187 projetos de educação viária em todo o país, com o apoio da Fundação Mapfre. Foram escolhidos 50 para participar do encontro, que tem a intenção de socializar e fortalecer as iniciativas.

Do Acre, três projetos desenvolvidos em escolas infantis e creches foram selecionados – um de Rio Branco, outro de Sena Madureira e, por fim, de Brasileia.

“Este ano atingimos mais de 20 mil pessoas, entre alunos e comunidade escolar, em todo o país, e só com a parceria dos Detrans e das instituições de ensino é possível propagar a importância da prevenção e da segurança viária”, afirma a diretora da Fundação Mapfre no Brasil, Fátima Lima.

Detran é parceiro da Fundação Mapfre no desenvolvimento de projetos educativos em escolas (Ascom/Detran)

Os participantes do evento tiveram a oportunidade de ouvir palestras com Victor Pavarino, representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) no Brasil, Pedro de Paula, da Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito, e de Renata Falzone, do movimento Bike é Legal, que incentiva a utilização da bicicleta e a valorização do ciclista e pedestre no trânsito.

Em 2018, além dos 220 educadores acreanos que receberam a formação oferecida pela instituição internacional, pela primeira vez a capacitação atravessou fronteiras e chegou à cidade de Cobija, na Bolívia.

“Este é o sexto ano que o Detran do Acre apoia a realização do trabalho da Fundação Mapfre, acompanhando a realização dos projetos e unindo-se às escolas na missão de educar alunos de todas as idades para o trânsito”, afirma a coordenadora de educação do Detran, Geny Polanco.

Em 2017, um projeto desenvolvido no Instituto Santa Juliana, em Sena Madureira, foi o ganhador nacional da Mapfre.