inscrições

Olimpíada de Língua Portuguesa tem lançamento nacional nesta segunda-feira

O lançamento nacional da 7ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro será realizado nesta segunda-feira, 22, às 16 horas (horário local), de forma online, por meio das seguintes plataformas digitais: site: www.escrevendoofuturo.org.br, facebook: @olimpiadalp.escrevendo.futuro e no canal do yotube: OlimpíadaLP Cenpec.

Durante o evento, serão anunciadas as novidades do concurso em 2021, bem como os objetivos, metodologias e informações sobre as inscrições, que então estarão abertas. Outras informações podem ser obtidas no site www.escrevendoofuturo.org.br/concurso.

A partir do lançamento, as secretarias de educação municipais e estaduais do país poderão fazer a adesão ao concurso e os professores realizar suas inscrições.

Trata-se de uma iniciativa do Ministério de Educação (MEC) e Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

O lançamento da 7ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa será nesta segunda-feira, 22

Podem participar da olimpíada professores de Língua Portuguesa da rede pública de todo o Brasil e os alunos do 5º ano do ensino fundamental à 3ª série do ensino médio. A olimpíada reconhece o trabalho desenvolvido por professores e estudantes, e este ano tem como foco a importância do trabalho colaborativo.

O evento faz parte das ações desenvolvidas pelo programa Escrevendo o Futuro, que, pensando no cenário delicado em que se encontra a educação em decorrência da pandemia da Covid-19, quando escolas, professores e estudantes estão tendo que se reinventar, trouxe na edição de 2021 um novo formato e muitas novidades.

Participam da live de lançamento da olimpíada gestores escolares, professores do componente curricular Língua Portuguesa e professores multiplicadores.

Acre foi ouro na edição de 2019: categoria documentário

O concurso é realizado a cada dois anos e em 2019 apresentou como novidade a categoria documentário. A equipe da Escola Humberto Soares, de Rio Branco, conquistou o ouro para o estado.

Eloís Eduardo do Santos, Raele Brito, Thomaz Oliveira e a professora Ynaiara Moura foram os ganhadores, com a produção Nordestinos no Acre.

A categoria foi considerada um desafio, pois os estudantes tiveram que fazer todo o trabalho apenas por meio do aparelho celular.

Os estudantes acreanos contaram a história da migração dos nordestinos para o Acre no Primeiro Ciclo da Borracha (1880-1920), tendo como pano de fundo a história da família de um dos alunos do trio, Eloís Eduardo, e como personagem principal sua avó, Raimunda dos Santos.

Momento da comemoração da equipe campeã pela conquista do ouro. Foto: Bianca Pimenta/Itaú Social

“Ainda fico bem emocionada quando se fala da olimpíada, porque foi o primeiro ano do gênero documentário e sermos os ganhadores foi muito bom. Muita emoção, só quem viveu ou assistiu ao vídeo do evento sabe o quanto foi marcante”, declarou a professora Ynaiara Moura.

Ynaiara disse ainda que já está pronta para participar novamente e está atenta sobre tudo o que está sendo divulgado sobre a olimpíada nas redes sociais, marcando e compartilhando a equipe gestora da sua escola.

Os professores devem efetuar as inscrições dos estudantes por categoria, sendo: Poema, Memórias Literárias, Crônicas, Documentário ou Artigo de Opinião.

Categorias de inscrição

Poema

5º ano do Ensino Fundamental

Memórias literárias

6º e 7º anos do Ensino Fundamental

Crônica

8º e 9º anos do Ensino Fundamental

Documentário

1ª e 2ª séries do Ensino Médio

Artigo de opinião

3ª série do Ensino Médio

A Olimpíada conta com a parceria do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Canal Futura e Fundação Roberto Marinho.