Acre em 9º no ranking nacional de ensino

Educação sai da última colocação, chegou a 11ª e agora, segundo o MEC, está em nono lugar entre os Estados

A combinação de resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgado nesta quarta-feira,  11, pelo Ministério da Educação (MEC) permite à Secretaria de Estado da Educação afirmar que o Acre evoluiu significativamente desde 1999, quando ocupava a 27ª posição no ranking nacional de educação. A partir daquele ano, quando Jorge Viana assumiu o Governo do Estado, foram realizados intensos investimentos no sistema público de ensino. Em 2007, o Acre chegou a 11ª colocação nesse ranking e neste ano, com a tabulação dos novos números, o Estado já está na 9ª posição.

"Quando você olha o ensino médio, no ranking nacional, o Estado está na nona colocação. Na verdade, alcançamos as metas do Ideb projetadas pelo MEC para 2009 em 2007. A meta para as séries iniciais que estavam projetadas para 3,8 pontos", explicou a secretária de Educação, Maria Corrêa.

{xtypo_quote_right}E o mérito é de todos professores, diretores de escola que entenderam que o foco tem de ser a sala de aula, tem de ser o aluno aprendendo.{/xtypo_quote_right}O cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica combina o desempenho dos alunos dos sistemas estaduais e municipais na Prova Brasil com dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), em provas aplicadas a cada dois anos. A Prova Brasil é um teste de leitura e matemática para turmas de 4ª e 8ª séries do ensino fundamental (ou 5º e 9º anos, nos sistemas de nove anos). Os alunos do ensino médio fazem o Saeb, que também avalia habilidades em língua portuguesa (foco na leitura) e matemática (resolução de problemas). O Saeb é uma avaliação por amostra.

O país, segundo o MEC,  alcançou 4,2 pontos nas séries iniciais do ensino fundamental – antes, a nota era 3,8. Nas séries finais, o índice passou de 3,5 para 3,8.  No ensino médio, aumentou de 3,4 para 3,5. Nos três casos, a meta projetada para 2009 já foi atingida; no da oitava série, ultrapassada.

Em nível de Estado, os bons resultados revelam que o trabalho é correto. A secretária Maria Correia apresentou detalhes dessas conquistas:

Agência de Notícias do Acre: O Acre realmente saiu das últimas colocações e hoje ocupa a 9ª posição no Ideb?

Maria Correa: Sim. Em 2007 alcançamos o Ideb previsto para 2009. Isso é conseqüência de um projeto de governo que vem desde 1999, quando o governador Binho Marques era o secretário de Educação. Naquela época iniciou-se um projeto de educação que está em curso. E o mérito é de todos professores, diretores de escola que entenderam que o foco tem de ser a sala de aula, tem de ser o aluno aprendendo. E eu não tenho dúvidas que muitas escolas já estão fazendo isso. É por isso que nossos índices estão melhorando a cada avaliação.

Agência de Notícias do Acre
: Essa nova etapa, de estar entre os dez Estados no ranking nacional, traz outras responsabilidades. Qual é a postura do Governo do Estado diante dessa realidade?

Maria Correa: Se nós estamos dando certo, se os resultados mostram que o Acre está no caminho certo o que nós precisamos é continuar trilhando esse caminho. Claro, aperfeiçoando aquilo que a gente já identifica que há problemas, como a questão da aprendizagem na sala de aula. Há escolas que já estão fazendo isso mas a Secretaria precisa aprofundar isso, trabalhando com materiais adequados, desenvolver sistema de monitoramento mais efetivo e uma avaliação externa porque precisamos enxergar a cada ano como andam os nossos  alunos para que as escolas possam estabelecer metas para cada ano.