Acre é destaque em Imersão de Ciência, Tecnologia e Inovação

Sect foi convidada a realizar abertura do primeiro Imersão Ciência, Tecnologia e Inovação (Foto: Cedida)
Sect foi convidada a realizar abertura do primeiro Imersão Ciência, Tecnologia e Inovação (Foto: Cedida)

Preparar e auxiliar a decisão de carreira para jovens universitários e recém-formados é o objetivo do Imersão, um programa da Fundação Estudar.

Nesta quinta-feira, 20, a secretária de Estado de Ciência e Tecnologia, Renata Souza, ministrou palestra de abertura sobre as experiências inovadoras do Acre, na primeira edição do Imersão Ciência, Tecnologia e Inovação, realizado em São Paulo.

São três dias de capacitação, em que os jovens têm a oportunidade de conhecer o dia a dia de profissionais que atuam em grandes empresas e em startups, de se conectar com outros jovens talentosos e com as principais organizações do setor.

A Fundação Estudar cria oportunidade para gente boa agir grande e transformar o Brasil (Foto: Cedida)
A Fundação Estudar cria oportunidade para gente boa agir grande e transformar o Brasil (Foto: Cedida)

A acadêmica de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Kawoana Vianna declarou que após a palestra teve a esperança renovada no setor público.

“A fala da Renata foi inspiradora, enfatizando que pessoas capacitadas e engajadas podem fazer a diferença e realizar grandes mudanças”, explicou.

Os participantes do evento ficaram bastante interessados nas experiências inovadoras do Estado. “Eu senti vontade de ir ao Acre quando vi a apresentação. O projeto do bambu foi o que mais me chamou atenção, algo que eu não fazia ideia”, afirma André Franco, acadêmico de Engenharia Mecatrônica da Universidade de São Paulo (USP).

O chefe de Gestão da Inovação da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect), Jefferson Barroso, participa do evento e destaca que o governo, por meio da Sect, dá continuidade à parceria com a Fundação Estudar. “A transformação de jovens inspiradores em todos os cantos do Brasil é a certeza de que o Acre acerta na inovação”, diz.