ensino a distância

Videoaulas chegam aos estudantes da zona rural de Rio Branco

“Até eu estou aprendendo”. Não, não é uma frase de nenhum aluno da rede estadual de ensino e nem da gestão de nenhuma escola. Trata-se da dona de casa Cristina Silveira, mãe de três filhos que estudam na escola rural Wilson Pinheiro, localizada no polo agroflorestal de mesmo nome, no km 19 da Transacreana.

Ela se refere às videoaulas que seus filhos assistem quase diariamente pelo Amazon Sat, que em Rio Branco é sintonizado pelo canal 31.1. As aulas são disponibilizadas por meio do projeto Escola em Casa, idealizado pelo governo do Acre por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE). O projeto completa nesta quarta-feira, 22, um mês de execução em benefício da comunidade escolar.

Cristina Silveira tem 3 filhos e 4 sobrinhos na Wilson Pinheiro. Todos assistem as aulas pela TV Foto: Stalin Melo.

O filho de 13 anos está no oitavo ano fundamental e assiste às aulas às quartas-feiras, o de oito anos está no terceiro ano fundamental e assiste às aulas às quintas e o filho de sete anos, que está no segundo ano fundamental, assiste às aulas na sexta-feira. “Eles pedem para assistir”, revela a dona de casa.

Cristina, que mora na Linha 1 do ramal Extra, dentro do pólo Wilson Pinheiro, faz questão de dizer, ainda, que o sinal da TV no local é “ótimo”, que o projeto desenvolvido pelo governo para disponibilizar as aulas é “muito bom” e que passa tudo o que os alunos aprendem na escola.

Assim como a maioria dos pais dos pouco mais de 140 alunos da Escola Wilson Pinheiro, dona Cristina revela que gostaria que o projeto das aulas remotas pela TV continuasse, mesmo quando as aulas presenciais também retornarem. “Gostaria que continuasse porque serve para os pais também”, faz questão de dizer.

Dona Marialda tem cinco netos na Wilson Pinheiro e defende a continuidade das aulas pela TV mesmo após a pandemia Foto: Stalin Melo.

A dona de casa não é voz isolada. Dona Marialda da Silva Araújo, que mora há mais de 20 anos na Linha 1 do ramal Extra tem cinco netos estudando na Wilson Pinheiro, alguns no oitavo ano, outros no sétimo ano do ensino fundamental, anos finais. Para ela, as aulas pela TV também continuariam mesmo após o retorno das atividades presenciais.

“Os meninos gostam muito de assistir às aulas e a gente acaba assistindo, ou seja, serve para nós também. E no caso das crianças, elas realmente estão aprendendo porque as aulas são muito boas, é só prestar atenção”, faz questão de comentar a moradora.

Todos os alunos da Wilson Pinheiro estão sendo contemplados pelas aulas remotas Foto: Stalin Melo

Na Wilson Pinheiro, desde a suspensão das aulas presenciais, a equipe gestora tem feito um planejamento no sentimento de garantir a aprendizagem por meio de material impresso para todos os alunos. Com as vídeo e audioaulas, de acordo com o coordenador de ensino, professor Gilson Bardales, todo o planejamento tem sido realizado a fim de garantir que os conteúdos das atividades estejam afinados com as aulas via TV e rádio.

“Estamos organizando nossas aulas desde março. Em abril nossos professores já tiveram as primeiras instruções de planejamento para levar os conteúdos até os alunos. Com o material didático e as aulas pela TV e rádio estamos atingindo 100% dos nossos alunos”, informa.