Teatro e música marcam programação da Semana da Pessoa Idosa

A ação faz parte da programação da Semana da Pessoa Idosa (Foto: Angela Peres/Secom)
Ação faz parte da programação da Semana da Pessoa Idosa (Foto: Angela Peres/Secom)

Música, teatro e dança. A mistura dos três elementos resultou em muita alegria e descontração durante a atividade realizada nesta quarta-feira, 4, pelo Centro Dia para Idosos e a Universidade Federal do Acre (Ufac), por meio do curso de Artes Cênicas.

A ação faz parte da programação da Semana da Pessoa Idosa, que se iniciou no último dia 1 e termina nesta sexta-feira, 7.

Durante toda a manhã, o grupo de idosos que frequenta o Centro Dia participou de atividades lúdicas, e ao final do encontro apresentou uma peça teatral.

 A apresentação da neta, emocionou Vandilma de Freitas (Angela Peres/Secom)
Apresentação da neta emocionou Vandilma de Freitas (Angela Peres/Secom)

Segundo pesquisadores, a arte tem a função de organizar e estruturar o psiquismo do indivíduo, seja qual for a idade.

A acadêmica Andreya Luanna Coelho, 22 anos, emocionou o público ao declamar um poema escrito por sua avó Vandilma de Freitas, 69 anos, presente na plateia.

“A apresentação dela me pegou de surpresa e me emocionou”, afirmou a escritora e poetisa Vandilma, que há mais de dois anos frequenta o Centro para Idosos. “O Centro Dia, dentro das opções que eu tenho de vida, foi um achado”, revelou, com carinho.

Ana Paula Brant, coordenadora do centro, explica que a proposta da atividade partiu dos estagiários, que colaboram com a instituição.

“Nós temos um grupo de acadêmicos de artes cênicas que trabalha conosco no centro e auxiliou no processo de montagem da peça interpretada pelos nossos idosos”, disse.

Para Maria das Graças Santos, 66 anos, participar da peça teatral foi uma experiência positiva. “Eu amo participar das atividades, e vir aqui ao curso de Artes Cênicas foi muito bom, pois o teatro traz alegria para nossa vida”, destacou.

Centro Dia para Idosos

O centro, que atualmente atende cerca de 70 idosos, busca, por meio de atividades como psicoterapia, terapia ocupacional, recreação, caminhada, ginástica, fisioterapia, hidroginástica, oficina de artesanato e reuniões familiares periódicas, restabelecer ou fortalecer os vínculos da pessoa idosa com a família e a sociedade.