Sesacre realiza oficina “Rede da Paz, Junto Se Faz Mais” em Manoel Urbano e Cruzeiro do Sul

 

A oficina tem por objetivo fortalecer as ações integradas da Rede da Paz no enfrentamento da violência no Estado (Foto: Marcelo Torres/Sesacre)

A oficina tem por objetivo fortalecer as ações integradas da Rede da Paz no enfrentamento da violência no Estado (Foto: Marcelo Torres/Sesacre)

De dia 31 deste mês a 2 de agosto, a Secretaria de Estado de Saúde, em parceria com órgãos estaduais e municipais, realiza a oficina “Rede da Paz, Junto Se Faz Mais” em Manoel Urbano e nos dias 8 e 9 em Cruzeiro do Sul.

 

A oficina tem por objetivo fortalecer as ações integradas da Rede da Paz no enfrentamento da violência no Estado, como explica a responsável técnica da divisão de Doenças e Agravos Não Transmissíveis (Dant), Disneide Lopes. “Essa capacitação é destinada para gestores, trabalhadores, conselheiros, diretores e demais profissionais que atuam em instituições governamentais e não-governamentais. A ação teve início em Rio Branco no mês de maio, onde foi elaborado o plano de ação local para o enfrentamento da violência”, ressalta.

Disneide diz que o Estado vem desenvolvendo ações que visam a redução do número de casos de violência tanto em caráter ostensivo como preventivo. “Apesar de todos os esforços, ainda falta um envolvimento mais afunilado das instituições, não só da segurança e da saúde, mas de todos os setores”, avalia a técnica.

Segundo dados da Vigilância de Violência e Acidentes do Ministério da Saúde (Viva/ MS), as principais causas de mortes no país são doenças do aparelho circulatório, com 314.506 óbitos, seguidas com neoplasias como câncer, com 166.317, e por causas externas (variados tipos de violência), com 133.644 casos.

No Acre, de acordo com o Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), casos de violência doméstica, sexual e outras foram responsáveis por cerca de 442 mortes no ano de 2010 e 1.408 em 2011.

Na parceria da oficina “Rede da Paz, Junto Se Faz Mais” estão a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), o Ministério Público Estadual (MPE), a Coordenadoria do Direito da Infância e Juventude (CDIJ), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres), a Secretaria de Estado de Educação (SEE), o Centro de Direitos Humanos e Educação Popular (CDHEP), a Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer (Setul), a Secretaria Municipal de Saúde(Semsa), a Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social e a Secretaria Municipal de Educação.