Secretaria de Meio Ambiente doa mais de 12 mil mudas a produtores

(Foto: Maria Meirelles/Secom)
As crianças fizeram questão de plantar as espécies (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Com 87% de floresta preservada, o governo do Acre tem incentivado o reflorestamento e o uso sustentável das suas áreas abertas. No sábado, 26, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Edegard de Deus, fez a entrega de 12.700 mudas, entre frutíferas e florestas, para produtores do Alto Acre.

Grande parte das mudas foi destinada à comunidade Cristo Rei, em Brasileia – associação filantrópica ayahuasqueira que atua no fomento ao cultivo de plantas, recuperação de áreas degradadas e educação ambiental de produtores.

(Foto: Maria Meirelles/Secom)
Antônio reflorestou dez hectares de área degradada em sua propriedade (Foto: Maria Meirelles/Secom)

As mudas doadas são oriundas do Viveiro da Floresta e beneficiaram cerca de 30 famílias da região. A ação foi desenvolvida por meio do Departamento de Silvicultura da Sema, responsável pela elaboração do projeto para implementação dos Sistemas Agroflorestais (SFA), que visam a recuperação de áreas degradadas, incorporando espécies frutíferas e madeireiras, ao mesmo tempo que geram renda.

Somente o coordenador da comunidade, Antônio Germano, com a ajuda dos filhos, já reflorestou 10 hectares de área degradada. No antigo pasto hoje é possível encontrar as mais diversas espécies de frutas.

“Eu já fui pecuarista, fui empresário, cheguei a ter 40 funcionários, e mesmo assim não me sentia completo. Foi então que descobri minha missão na terra: plantar. Hoje, com 10 hectares recuperados e mais 10 prontos para receber as mudas, começo a me sentir realizado”, declarou o agricultor.

(Foto: Maria Meirelles/Secom)
Mudas doadas são oriundas do Viveiro da Floresta (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Segundo ele, cada muda custaria em média R$ 15 para os produtores. “Recebemos essas dez mil mudas a custo zero. Mas isso não sai de graça. Para nós, pode até ter saído de graça, contudo, no mercado, cada muda custa em média 15 reais. Um investimento aí de pelo menos 150 mil reais do governo do Estado”, frisou.

A ação foi intermediada pelo vereador de Brasileia Rosildo Rodrigues. “Estamos atendendo pessoas que já possuem a vontade de preservar e reflorestar. A ideia é que possamos estender esse benefício a outras comunidades. A grande satisfação é saber que estas mudas vão gerar vida na floresta”, afirmou o parlamentar.

Entre as espécies doados destacam-se açaí, castanha, ipê, freijó, mulateiro, cacau, bacaba, cerejeira, cendro, buriti, copaíba, cupuaçu, tamarino e graviola.

Edegard de Deus destacou a importância de iniciativas semelhantes. “É com muita alegria que entregamos mudas para uma comunidade que se preocupa com a recuperação de áreas degradadas. A política ambiental do Acre tem rendido frutos muitos positivos, e isso tem se refletido na redução do nosso desmatamento. Vamos continuar apoiando esta comunidade, de maneira que possamos fomentar a economia dos produtores”, enfatizou o secretário.