oportunidade

Reeducandos do Iapen são certificados no curso de criação de abelhas

O Governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), a Associação Florestas com Abelha e a Universidade Federal do Acre (Ufac), certificou, na tarde de sexta-feira, 29, os 23 detentos que participaram do curso de criação de abelhas e produção de mel.

O evento aconteceu no Núcleo de Capacitação Profissional em Tecnologias e Usinagem em Madeira do Iapen, mesmo local onde aconteceu o curso. A capacitação teve carga horária de 24 horas e o principal objetivo foi instruir os reeducandos sobre a criação de abelhas para trabalhar a produção de mel nas dependências do Complexo Penitenciário de Rio Branco.

A certificação contou com a presença de autoridades do poder executivo e legislativo, como o secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, e a deputada federal Mara Rocha.

As autoridades presentes entregaram os certificados aos participantes do curso Foto: Elenilson Oliveira

Na ocasião, o presidente da Emater, Tião Bocalom, explicou que o curso funciona como um apoio aos detentos. “Esse curso é uma forma de dar uma mão amiga. Porque cair nós sempre caímos, o que precisamos é aprender a levantar, bater a poeira e sair correndo, acho que isso é muito importante”, disse.

Os 23 reeducandos concluíram o curso de criação de abelhas e produção de mel Foto: Elenilson Oliveira

O reeducando Celso Belarmino de Souza teve a primeira oportunidade de participar das capacitações oferecidas pelo Iapen e disse estar muito feliz com a possibilidade de construir um novo futuro. “A oportunidade que eles me deram me ajudou muito e que cada dia mais eu venha mudando meu pensamento e me torne alguém na sociedade, porque tem alguém para me dar a mão e me puxar de onde eu estava em certos momentos” disse.

Lucas Gomes, presidente do Iapen, parabenizou os reeducandos por mais uma conquista e frisou o objetivo principal da instituição. “O nosso objetivo é punir, é disciplinar, mas também oferecer oportunidades. Nós não podemos só punir, ou só encarcerar, temos que oferecer oportunidades e é isso que nós temos feito. De que forma que essas pessoas retornarão? Se retornarem piores, pior para todo mundo. Se retornarem melhores, melhor para todo mundo”, disse.

As autoridades presentes reforçaram o compromisso do Estado com a ressocialização dos apenados Foto: Elenilson Oliveira

A secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, ressaltou a mudança de visão do Iapen, durante os primeiros meses do governo de Gladson Cameli. “Nunca antes na história do Estado do Acre e na história do Iapen, nós tivemos pessoas como o Lucas, com a determinação do governador Gladson Cameli, fazendo o verdadeiro trabalho da ressocialização” disse.

Ela destacou o compromisso do Sistema Penitenciário com o retorno dos reeducandos à vida em sociedade. “Presídio prende, penaliza, mas ele tem por obrigação ressocializar, dar para essa pessoa que escorregou, que cometeu um erro, a oportunidade de se redimir e ser uma pessoa novamente produtiva, uma pessoa que vai voltar para a sociedade com uma visão de caminhada, refazendo o seu destino”, afirmou.