alternativas

Produtores participam de capacitação para combater e erradicar a monilíase do cacau e cupuaçu

A Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) trabalha na orientação e promoção de novas alternativas para o produtor. Desde quarta-feira, 16, até este sábado, 19, os servidores visitam o Projeto de Assentamento Florestal do Recanto, no Ramal 12, em Cruzeiro do Sul, para realizar ações a fim de combater e erradicar a monilíase do cacau e do cupuaçu.

Foto: Ilustração.

A capacitação beneficiará 40 produtores com orientação na condução e prevenção de pragas nas lavouras de cacau e cupuaçu, bem como treinamento sobre produção e renda com subprodutos.

“Por causa do treinamento, os agricultores aprendem as diversidades produtivas do cacau. Isso melhora o negócio do produtor. Assim, todos nós vamos agregar valor ao produto”, disse o agricultor e presidente da cooperativa do Ramal 12, Jairo de Souza.

O conhecimento técnico é importante para o produtor fabricar os mais diversos subprodutos de cacau, cupuaçu, banana e outras frutas regionais, como licores, compotas, chocolates, bombons e frutas desidratadas.

Produtores fabricam subprodutos de cacau, cupuaçu, banana e outras frutas regionais. Foto: Cedida.

“A equipe da Sepa e parceiros trabalham para promover uma nova alternativa de renda ao produtor, com os subprodutos que serão produzidos”, afirma o servidor Marcos Pereira.

Além da Sepa, a prefeitura do município apoiou os servidores, bem como as instituições, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf).

Essa capacitação também se estenderá para Mâncio Lima, na comunidade do Pé-da-Terra e Guarani, a partir de segunda-feira, 21, e vai até o dia 24.