oportunidade

Produtoras de Mâncio Lima conhecem fábricas de óleos vegetais e sabonetes artesanais em São Paulo

Para conhecer novas oportunidades de mercado, as experiências de sucesso e ampliar a rede de clientes, com foco na comercialização de óleos vegetais e sabonetes artesanais, mulheres da Cooperativa de Produtores de Polpa de Frutos Nativos de Mâncio Lima (Coopfrutos) embarcaram no dia 26 de julho com destino a São Paulo.

Desde 2017, a Coopfrutos recebe investimentos voltados para o incentivo à comercialização da produção. A iniciativa é parte do plano de gestão “Fortalecendo a cadeia de valor do Buriti (Mauritia Flexuosa)”, por meio do convênio n°005/2017, do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre (PDSA) Fase II, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi).

Produtoras puderam ampliar a rede de clientes para comercialização de óleos vegetais. Foto: cedida

Participaram do itinerário a presidente da Coopfrutos, Elines Araújo, acompanhada da produtora Neimer Cristina Araújo e da engenheira florestal da cooperativa Elizana Costa. Elas visitaram a empresa Citróleo, situada em Torrinha (SP), internacionalmente reconhecida por seus padrões de qualidade. A empresa oferece produtos 100% naturais e sustentáveis, que agregam qualidade e benefícios para produtos de cuidado pessoal, cosméticos, farmacêuticos e fragrâncias, distribuídos para todo o mundo.

Elizana Araújo Costa destacou a importância da visita para que as produtoras pudessem ampliar sua visão de mercado e também conhecer todo o processo de produção. Ela informou que a empresa sinalizou interesse em adquirir quatro toneladas de óleo de buriti da cooperativa, em 2021.

“Ficamos entusiasmadas com a possibilidade comercial que se abriu nessa visita. A partir do ano que vem, os representantes da empresa estão na construção da fundação do Instituto Citróleo, havendo possibilidade de demandas visando captação de recursos para apoiar projetos”, ressaltou Elizana.

Produtoras visitaram a empresa Citróleo, situada em Torrinha (SP), internacionalmente reconhecida por seus padrões de qualidade e respeito ao meio ambiente. Foto: cedida

A presidente da Coopfrutos, Elines Ferreira, informou ainda que a empresa Citróleo solicitou amostras da produção da Coopfrutos para realização de testes de qualidade, especialmente do cocão e patauá.

O grupo também visitou a Oleicos, em São Paulo, que trabalha com óleos vegetais, óleos essenciais, manteigas e argilas. A empresa atua tanto no setor de comércio atacadista de matéria-prima como na fabricação de produtos orgânicos e veganos e prioriza a compra de produção oriunda de manejo sustentável da floresta, por meio de parceria com comunidades e cooperativas da Amazônia.

“Fomos muito bem recebidas na fábrica e conversamos sobre a possibilidade de negociações. A Oleicos é uma empresa de pequeno porte, que compra em pequenas quantidades e atende mais as demandas de saboarias na região. Assim, nos foi proposto a compra de óleo e também uma parceria de disponibilização de óleos para clientes diretamente na fábrica”, disse Elizana Araújo.

Citróleo solicitou amostras da produção da Coopfrutos para realização de testes de qualidade. Foto: cedida