Na Cidade do Povo

População agradece ao governo por distribuição de cestas básicas

Em Rio Branco, nesta segunda-feira, 13, o Governo do Estado do Acre iniciou a distribuição de cestas básicas, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) e da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM).

Nessa primeira etapa, para as regiões do Alto e Baixo Acre, Tarauacá/Envira e Purus estão sendo distribuídas 41.936 unidades, frutos dos estoques da SEE da merenda escolar. A distribuição chega para quase 42 mil famílias, que estão inscritas em algum programa de benefício social e os filhos estejam matriculados no ensino fundamental II.

Nessa primeira etapa, estão sendo distribuídas 41.936 unidades, frutos dos estoques da SEE da merenda escolar Foto: Diego Gurgel/Secom

As famílias fizeram questão de agradecer ao governo pelas cestas básicas, cuja distribuição iniciou pela regional Cidade do Povo, na Escola Frei Heitor Maria Turrini, onde estiveram presentes o governador Gladson Cameli, o secretário Mauro Cruz (SEE) e a secretária Claire Cameli (SEASDHM).

Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e o Exército auxiliaram na distribuição. De acordo com o governador Gladson Cameli, uma nova licitação emergencial será realizada para aquisição de mais 100 mil sacolões, que serão distribuídos pela Assistência Social às famílias de baixa renda.

Dona Maria das Dores Gonçalves, que mora há cinco anos na Cidade do Povo, foi uma das que fizeram questão de agradecer ao governo. “Isso é uma benção de Deus, porque é só eu e minhas filhas. É a primeira vez que estou recebendo esse benefício, sei que não podemos sair de casa, mas foi necessário para vim receber essa ajuda”, disse.

Famílias agradecem iniciativa Foto: Diego Gurgel/Secom

O agradecimento de dona Maria das Dores é compartilhado pela dona Ruth de Souza, também moradora da Cidade do Povo. Na Frei Heitor ela tem uma filha que estuda no sexto ano. “A gente estava precisando muito e essa ação do governo é muito importante para a gente aqui”.

A dona de casa Ana Leide agradece ao governo do Estado no enfrentamento desta pandemia porque, segundo ela, o marido está quase perdendo o emprego. “Por isso, essa ajuda vem em boa hora para mim e para os meus filhos, então essa ideia é muito bacana”.

A ação conjunta foi destacada pela secretária Claire Cameli, que explicou a importância das famílias, sobretudo aquelas comandadas pelas mulheres, em se cadastrar nos programas sociais do governo do Estado. “E com essa união dos esforços estamos fazendo a entrega dessas cestas básicas”, afirmou.

Ano letivo

A indefinição de quando as aulas presenciais serão retomadas faz com que a SEE refaça os planejamentos do ano letivo. Quanto à distribuição das cestas básicas, o secretário Mauro Cruz destaca que a escolha da escola Frei Heitor Maria Turrini é muito simbólica porque foi lá que o governador Gladson Cameli realizou o lançamento do ano letivo, no último dia 10 de fevereiro.

Para o secretário, é importante nesse momento os esforços do governo em atender as famílias de vulnerabilidade social. Nesse momento, são quase 42 mil cestas básicas que estão sendo encaminhadas às famílias de alunos das regionais Alto e Baixo Acre, Tarauacá/Envira e Purus. No Juruá, a distribuição também já está acontecendo.

“Vamos continuar atendendo a essas famílias nessa situação limite e que dependem muito da merenda escolar e, nesse momento de isolamento social, é importante dar assistência às famílias”, afirmou.

Mais recursos

Planejamento inclui a compra de mais cestas para distribuição Foto: Diego Gurgel/SecomQuando essa primeira etapa de distribuição de cestas básicas for concluída, o governador Gladson Cameli destacou que mais recursos deverão ser alocados, agora para a aquisição de mais 100 mil cestas a fim de atender um maior número de famílias.

E, nesse momento de pandemia, o governador anunciou ainda a doação do próprio salário pelos próximos três meses, tanto para aquisição de mais alimentos às comunidades carentes quanto para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). “Estou fazendo o que posso para que possamos sair desse pesadelo”.

Gladson irá se reunir com sua equipe para definir se abranda as regras de isolamento social ou não. “Qualquer decisão que o governo venha a tomar, o mais importante é que não vamos colocar em risco a vida das famílias. A população precisa colaborar para que possamos, em primeiro lugar, resguardar as vidas”, disse.