segurança

PM escala 1.400 policiais para atuar nas Eleições 2020

A Polícia Militar do Acre (PMAC) apresentou, na manhã desta quinta-feira, 12, durante uma coletiva à imprensa, o planejamento para atuação do efetivo policial durante o período eleitoral em todo o estado. No domingo, 15, dia da votação, 1.400 homens e mulheres serão empenhados em ações que visam proporcionar tranquilidade para que os acreanos possam exercer sua cidadania.

As ações da PMAC se iniciam ainda no sábado, 14, com cerca de 200 policiais militares, que darão suporte ao trabalho do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na organização dos locais de votação. No domingo, 800 policiais militares atuarão na capital e 600 no interior do estado, inclusive em locais de difícil acesso, como zona rural. A mobilização não prejudicará o policiamento ordinário.

O comando da Polícia Militar e das unidades operacionais em entrevista coletiva sobre a atuação no período eleitoral. Foto: Silva Barbosa

Além de realizar o policiamento operacional, a PMAC dará o apoio necessário aos órgãos de Vigilância Sanitária no que se refere ao cumprimento das normas referentes ao coronavírus, entre outras orientações. De acordo com o diretor operacional, tenente-coronel Atahualpa Ribera, inicialmente a prioridade é a segurança da votação.

“Nosso planejamento está combinado com o planejamento do Exército em todos os municípios do Acre, isso ocorre para que não tenhamos sobreposição de forças e para garantirmos a segurança naqueles locais em que, tradicionalmente, existe maior número de seções e, consequentemente, maiores problemas”, destacou.

O planejamento foi realizado de forma integrada com todas as instituições que compõem a Secretaria de Justiça e Segurança Pública e os demais órgãos envolvidos na segurança do pleito, como o Exército e as polícias Federal e Rodoviária Federal, que trabalharão em conjunto.

Lei Seca

A Polícia Militar do Acre (PMAC) também irá atuar e apoiar os demais órgãos fiscalizadores para o cumprimento da Lei Seca, que proíbe o consumo de bebida alcoólica em estabelecimentos abertos ao público a partir de sábado, 14, até domingo, 15, de acordo com Portarias publicadas em alguns municípios.

A capital Rio Branco e as cidades de Porto Acre e Bujari, que correspondem às 1ª e 9ª zonas eleitorais, não terão Lei Seca no primeiro turno das Eleições 2020. Já em outros municípios acreanos, a venda e o consumo de bebidas alcoólicas ficam proibidos a partir de sábado (14).

O Batalhão de Policiamento de Trânsito  (BPTran) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (RBTrans) trabalharão em parceria, conforme planejamento prévio, nas ações de abordagem nas principais vias e pontos de votação, nos municípios onde houver a restrição.

“Quando a gente fala em Lei Seca, a finalidade principal é fazer com que o eleitor não chegue para a votação perdido, sem saber o que fazer ou influenciado pelo efeito da bebida. Há também outra consequência muito grave, que é dirigir embriagado. Então, temos um planejamento específico feito pelo BPTran”, afirma Atahualpa Ribera.