habilidades

Parceria entre governos estadual e federal oferta curso em primeiros socorros para policiais

Agentes das polícias Federal, Penal e Civil, além de membros do Centro Socioeducativo Juruá (ISE) e do Corpos de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC) receberam, nos dias 6 e 7 de junho, no 6º Batalhão de Polícia Militar (6ºBPM) em Cruzeiro do Sul, um curso que os habilita a desenvolverem habilidades voltadas ao atendimento pré-hospitalar direcionado aos colegas de trabalho, conhecimento que poderá ser útil em situações adversas durante as operações.

Ao longo de dois dias, policiais receberam treinamento especializado em primeiros socorros. Foto: Erisney Mesquita/Secom

A ação, que é realizada pelo governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em parceria com o governo federal, por meio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça (Seopi), tem a meta de capacitar 120 policiais que atuam nas regiões de fronteira de todo o Acre e nas áreas de atuação da Operação Hórus. No Juruá, 32 agentes participaram dos dois dias de treinamento.

“A gente entende que uma das formas de valorizar o policial é dando-lhe treinamentos adequados. O atendimento pré-hospitalar é um dos pré-requisitos para qualquer atuação policial, que possibilitará a prestação de melhores serviços à sociedade”, afirmou a gerente da Operação Hórus no Acre, Andreia Sales, ao tratar da parceria que garante a capacitação por intermédio do Programa Nacional de Segurança Pública e Divisas (Vigia).

As instruções são ministradas por agentes dos Grupos de Repressão Especial da Polícia Civil do Paraná (Tigre-PCPR), da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) e da Polícia Militar do Acre (PMAC). Nas edições de 20 horas-aulas cada, são ministradas as disciplinas de Controle de sangramento massivo; Ventilação e controle das vias áreas; Manutenção da respiração; e Prevenção da hipotermia.

Policiais aprenderam técnicas para prover a estabilização do ferido até a chegada de equipe médica especializada. Foto: Erisney Mesquita/Secom

“Essas técnicas visam, sobretudo, manter a vida do profissional e lhe garantir uma sobrevida até a vinda de atendimento médico especializado. A literatura [específica] mostra que 60% dos policiais que vêm a óbito é devido a hemorragias de extremidade, e esse é o nosso foco. Por isso, utilizamos materiais específicos que diminuem a letalidade do policial em situações operacionais”, esclareceu o instrutor e capitão-enfermeiro da PMERJ, Luciano Meireles.

Além de Cruzeiro do Sul, três turmas em Rio Branco também passarão pelos treinamentos. “Esse curso é vital para o enfrentamento à criminalidade. Esse é mais um exemplo da integração da segurança pública no Estado. São ações que vêm fortalecer o nosso poder de operação. O combate ao crime organizado se efetiva cada vez mais no Acre”, declarou o titular da Sejusp no Juruá, coronel James Clai de Carvalho.

Para o titular da Sejusp no Juruá, o curso é vital para o enfrentamento à criminalidade. Foto: Erisney Mesquita/Secom

O tenente do 6ºBPM, Daniel Santos, relata que a iniciativa fortalece as tropas que levam segurança às regiões rurais e ribeirinhas do município. “Adentramos territórios densos, onde por muitas vezes realizamos até 16 km de caminhada e, se porventura surgir uma necessidade clínica, a equipe estará apta a prestar os primeiros socorros, que levariam horas para chegar. Nós entendemos que a grande importância dessas aulas está na prevenção da vida do operador. A parceria veio se somar às operações do 6º BPM e todos sairão ganhando, inclusive a sociedade”, observou.