Oportunidade

Nazareth Araújo participa de encerramento de qualificação para reeducandas

Vice-governadora prestigiou solenidade de encerramento do curso (Foto: Val Fernandes/Secom)

“Acredito na oportunidade pela educação e pelo trabalho. O trabalho emancipa a mulher”, disse a vice-governadora Nazareth Araújo na manhã desta quinta-feira, 27, no ato de encerramento do curso de qualificação profissional, promovido pelo governo do Estado, para reeducandas do presídio feminino de Rio Branco.

Nazareth prestigiou o encerramento do curso acompanhada pela secretária de Gestão Administrativa, Sawana Carvalho, e pela adjunta de Humanização, Elineide Meireles,  além do secretário de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Nilson Mourão, e o presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Martin Hessel.

Durante a qualificação, ocorrida de maio a julho, as reeducandas aprenderam técnicas de crochê, jardinagem, produziram bolsas, artigos de decoração, porta-retratos feitos a partir de papelão e outros produtos recicláveis e, ainda, técnicas de marcenaria.

Daiene de Paula, 20 anos, interna da unidade feminina, disse que a qualificação foi recebida com gratidão. “É uma ótima oportunidade. A gente aprende e ainda pode ajudar a família, que está lá fora”, destacou a jovem.

A ajuda à qual Daiene se refere é conseguida por meio da venda dos produtos. Parte do dinheiro arrecadado com as vendas é destinada à compra de insumos para a confecção de novos itens e parte é depositada numa conta bancária em que as beneficiárias são as famílias das apenadas. Além disso, cada dia trabalhado ajuda a reduzir a pena.

Nilson Mourão encorajou as concluintes do curso a seguirem se qualificando enquanto estão cumprindo pena. “Continuem trabalhando para quando saírem daqui ter uma ocupação. A mente fica mais livre e saudável”, observou o titular da Sejudh.

Nazareth Araújo também agradeceu pelo apoio que as secretarias de Estado prestaram ao Iapen na promoção da qualificação que, nesta etapa, beneficiou nove apenadas que foram selecionadas pelo bom comportamento.

“É difícil mostrar para a sociedade que ela deve se unir, mas não é impossível. Por isso o Estado segue investindo na qualificação de reeducandos. Vocês estão mostrando que são capazes de fazer a sociedade ter outro olhar e que deve dar uma segunda oportunidade. Temos que ser testemunhas e não juízes um do outro”, finalizou a vice-governadora.

Qualificação foi promovida pelo governo do Estado (Foto: Val Fernandes/Secom)