ensino híbrido

Na Aleac, governo trata sobre projeto de inovação Educação Conectada

A secretária de Estado de Educação, Cultura e Esportes, Socorro Neri, esteve na manhã desta terça-feira, 24, na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), para tratar sobre o projeto de lei (PL) do Programa de Inovação Educação Conectada, que foi assinado pelo governador Gladson Cameli em julho, e agora está sujeito à aprovação dos parlamentares.

A secretária de Educação, Socorro Neri, tratou com deputados sobre a apreciação do PL que visa conceder auxílio financeiro para aquisição de notebooks e pagamento de internet para professores da rede estadual de ensino. Foto: Márcia Moreira/SEE

O encontro foi realizado a partir de um convite do presidente da casa, deputado Nicolau Junior, e pelo líder do governo na Aleac, deputado Pedro Longo, e teve participação dos deputados estaduais Luiz Gonzaga, Gehlen Diniz, Chico Viga, Marcus Cavalcante e Whendy Lima.

O PL visa conceder um auxílio financeiro para aquisição de notebooks e pagamento de internet aos professores que estão efetivamente em sala de aula, gestores, coordenadores de ensino e coordenadores pedagógicos das unidades da rede estadual de ensino. O investimento será de R$ 44 milhões, sendo um repasse em parcela única de R$ 4,5 mil para a compra dos equipamentos, e outro de R$ 1,8 mil, creditado em 18 parcelas para o plano de internet.

“Esta é uma das 11 medidas de valorização e melhorias nas condições de trabalho, pactuadas pelo governador Gladson Cameli junto à Educação do Acre. A proposta contribuirá com esses profissionais, que continuarão no sistema híbrido [remoto e presencial] que deve se iniciar ainda em setembro”, relatou a secretária Socorro Neri.

O presidente da Aleac destacou que irá pedir celeridade na apreciação do projeto: “Estamos aqui para apoiar as boas iniciativas em prol da nossa população. Essa é uma ação importantíssima. A tecnologia faz parte do nosso dia a dia e não pode ficar distante do ambiente escolar”, disse Nicolau Júnior.