zerando a fila

Mutirão de exames e cirurgias realizado pelo governo alcança mais de 200 pacientes do SUS em Brasileia

Acabar com a demanda reprimida de pacientes que há anos aguardam na fila de espera para realização de procedimentos cirúrgicos é uma das prioridades do governo do estado do Acre. Neste sábado e domingo, 26 e 27, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), realiza mais uma edição do programa Opera Acre, levando mutirão de cirurgias e realização de exames a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), residentes na região do Alto Acre. Os atendimentos estão sendo realizados no Hospital Geral de Brasileia.

Mais de 200 pacientes foram alcançados nesta edição do mutirão. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Nesta edição, estão sendo ofertadas 30 vagas para exames de endoscopia, 60 para ultrassonografia, mais 40 exames de ecocardiograma, outras 30 para neuropediatria, 40 para dermatologia e 68 cirurgias entre hérnia e vesícula. A programação segue até o mês de junho com a realização de mutirões periódicos que devem acontecer ao menos uma vez por semana em todas as regionais do Acre. No total estão sendo investidos R$ 2,8 milhões.

“Iniciamos essa mesma programação ainda em 2019, mas tivemos que suspender mediante a pandemia e retomamos em fevereiro com mutirões. Além de Brasileia, estamos com atendimentos também em Tarauacá, Rio Branco e Cruzeiro do Sul. No Alto Acre, trouxemos a realização de ecocardiograma, uma novidade pois esse exame nunca havia sido feito nessa unidade”, destacou Paula Mariano, secretária de Estado de Saúde.

Dona Raimunda estava na fila de espera para o exame de endoscopia há dois anos. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Na fila de espera há dois anos, a aposentada Raimunda Medeiros de Lima, de 68 anos, foi uma das primeiras a fazer o exame de ecocardiograma. Ela disse estar feliz não só por ela, mas por todos os que estão sendo beneficiados com o mutirão. “Sabemos que é difícil conseguir esse atendimento, muita gente precisando e quem não tem condições como eu tem que esperar. Graças a Deus, hoje deu certo e não só eu mas todos aqui, voltarão para casa satisfeitos”, disse a aposentada.

O coordenador da regional de saúde do Alto Acre, Pablo Marques, explica que neste mutirão, estão sendo atendidos pacientes não só de Brasileia, mas também de Epitaciolândia, Assis Brasil e Xapuri. Todos os pacientes aptos a realização de cirurgia passaram por atendimentos pré-ambulatório e, neste final de semana, foram convocados para a realização da cirurgia.

Pablo é coordenador da regional de saúde no Alto Acre. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“É satisfatório ver que a espera desses pacientes acabou e que a partir do momento em que saírem pela porta da unidade, terão uma melhor qualidade de vida. Muitos deles estão em condições debilitantes, dão entrada no hospital vez ou outra quando estão em crise e hoje vão colocar fim a essa história”, ressaltou Marques.

Janaina recebeu atendimento de dermatologia no mutirão. Foto: Marcos Vicentti /Secom

Janaina Souza é dona de casa, tem 25 anos e procurou atendimento para consulta com o dermatologista. “Notei que estava perdendo os pelos da minha sobrancelha e dos olhos e vim procurar saber o motivo. Não trabalho, então não tinha condições de pagar por esse atendimento na rede particular. Esperei um pouco, mas valeu a pena. O mutirão tem ajudado muita gente aqui no Alto Acre”, finalizou Janaina.