Ano letivo

Livros didáticos são entregues às escolas da rede estadual de Cruzeiro do Sul

Desde o início do mês de fevereiro, as escolas da rede estadual de ensino de Cruzeiro do Sul vêm recebendo os livros do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), responsável por abastecer as escolas públicas da educação básica de obras didáticas, pedagógicas e literárias, assim como outros materiais de apoio à prática educativa.

Para que os alunos das mais de 60 escolas do município tenham a garantia de acesso ao material educativo, o Ministério da Educação, por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), conta com o trabalho de diversos órgãos para levar os títulos das editoras contratadas até a sala de aula. Ao todo, serão distribuídos quase 200 mil livros nas unidades escolares das zonas rural e urbana de Cruzeiro do Sul, sendo 126 mil do PNAIC (coleções) e 70 mil do PNLD (livros didáticos).

Serão distribuídos quase 200 mil livros nas unidades escolares das zonas rural e urbana de Cruzeiro do Sul Foto: Assessoria SEE

A distribuição ocorre de forma sistemática, regular e gratuita a todos os alunos da educação infantil, do ensino fundamental e médio, seja para a modalidade regular ou para a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A complexa logística de entrega realizada pelos Correios começa com a diferença entre eles, já que há livros feitos para durar entre um e quatro anos, os chamados consumíveis e reutilizáveis, outros que vão integrar definitivamente o acervo da escola, que são os literários.

Os consumíveis, no geral, são apenas para uso durante um ano letivo, os quais o aluno pode escrever neles, destinados aos alunos do 1º ao 5º ano. Os reutilizáveis podem ser usados por até quatro anos, de uso dos alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. Hoje, o fluxo do PNLD é de até quatro anos e, após isso, os livros são repostos, pois muitos já estão danificados ou desatualizados. Os literários, por sua vez, são bens permanentes, que não desatualizam nunca e integram o acervo da escola.

As escolas têm a responsabilidade de zelar pela utilização e preservação, além de garantir que o aluno devolva o livro reutilizável ao fim do ano, desde que ainda dentro do ciclo.

“É fundamental que os alunos tenham à disposição material de qualidade, pois isso reflete também na qualidade do nosso ensino. O PNLD é importante referência nesse sentido e certamente esses livros permitirão enriquecer o aprendizado”, comentou a coordenadora Ruth Bernardino.