reintegração

Iapen apresenta implantação do Escritório Social da instituição no Acre

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), apresentou à equipe técnica do Iapen nesta terça-feira, 21, a Rede de Atenção às Pessoas Egressas do Sistema Prisional (Raesp) e a instalação do Escritório Social da instituição.

Ministério Público e equipe técnica do Iapen participaram da videoconferência. Foto: Cedida

O encontro, que teve como objetivo explicar os primeiros passos para o funcionamento e formação do Escritório Social no Acre, foi realizado por meio de videoconferência e contou com a participação do Ministério Público. A coordenadora estadual do programa Justiça Presente, Pâmela Vilella, destacou que o primeiro ano após a saída do sistema prisional é considerado o mais crítico para garantir a reintegração, pois é neste momento que se acentuam as vulnerabilidades destes egressos.

Para a chefe do Departamento de Reintegração Social do Iapen, Liliane Cavalcante, a instalação do Escritório Social é de suma importância, tendo em vista que será possível dar continuidade aos atendimentos e acompanhamentos que já são realizados dentro do sistema.

“Muitas vezes nós acompanhamos os egressos, fazemos os encaminhamentos necessários, mas após saírem da prisão, já não temos uma estabilidade, por isso eu acredito que com essa implantação nós iremos avançar muito na demanda de articulação necessária para o acompanhamento do preso na reintegração social”, explicou.

A psicóloga do Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial (Natera) do MPAC, Bruna Oliveira, ressaltou a importância desta parceira entre as instituições para a concretização do projeto. “Esses egressos precisam muito desse apoio, pois após saírem da prisão, muitos deles, principalmente aqueles que passaram muitos anos presos e foram abandonados pelas famílias, não têm nem mesmo o dinheiro para pegar o ônibus”, destacou.