Construção participativa

Governo realiza audiência pública para discutir criação de UC em área da Gleba Afluente

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) realiza nas próximas terça e quarta-feiras, 24 e 25, em Manoel Urbano e Feijó, respectivamente, no auditório das Câmaras de Vereadores, audiência pública para pensar junto à comunidade a criação definitiva da Unidade de Conservação (UC) em área da Gleba Afluente.

A criação de mais uma floresta pública potencializa ainda esse fomento produtivo e qualidade de vida dos moradores (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Localizada entre Manoel Urbano e Feijó, a UC possui aproximadamente 146 mil hectares de florestas e 98% de cobertura florestal, que poderão ser utilizados pelas famílias que vivem no entorno, enquadrando-se na categoria de uso sustentável.

Os procedimentos de criação estão sendo desenvolvidos segundo o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), instituído pela Lei n° 9.985, de 18 de julho de 2000, além do Decreto Lei Estadual n° 1426, de 2001, que institui o Sistema de Estadual de Áreas Naturais Protegidas (SEANP) e que estabelecem critérios e normas para criação e implantação e gestão de unidades de conservação.

Os recursos necessários para a criação dessa unidade são oriundos do Programa de Desenvolvimento Sustentável (PDSA II – BID), com ações apoiadas pelo WWF Brasil e WWF UK (Reino Unido). A gestão da Floresta Estadual do Afluente fica a cargo da Sema.

“Convidamos todos para participar das audiências públicas em Manoel Urbano e Feijó, onde vamos discutir com os representantes das instituições e da sociedade a importância da criação dessa unidade”, frisou a chefe da Divisão do Sistema Estadual de Áreas Naturais Protegidas da Sema, Flávia Dinah de Souza.

O documento base que será apresentado durante as audiências, intitulado Peça de Criação para Unidades de Conservação, encontra-se disponível no site da Secretaria de Estado de Meio Ambiente.