Governo promove oficiais e praças da Polícia Militar e Bombeiros

Ao todo, 51 militares estaduais foram promovidos (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Ao todo, 51 militares estaduais foram promovidos (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana participou no começo da noite desta segunda-feira, 31, da promoção de oficiais e praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Acre, em frente ao Quartel do Comando-Geral da Polícia Militar. Foram promovidos 26 praças, quatro subtenentes e seis oficiais do quadro da PM. Do Corpo de Bombeiros foram contemplados três subtenentes e 12 oficiais de carreira. Ao todo, 51 militares estaduais ganharam promoção.

Só nos últimos quatro anos, mais de mil militares foram promovidos. “Só tenho gratidão a todos os membros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, pela conduta, pela ética, em sair de suas casas todos os dias e cumprirem a ordem pública de fazer a defesa da vida. E eu tenho a honra de ter aumentado o efetivo da segurança no estado em 25%, além de começarmos amanhã [terça] mais uma turma de 162 vagas para a Polícia Civil”, disse o governador Tião Viana, que até participou do banho tradicional dos bombeiros.

Para o comandante da Polícia Militar, coronel Júlio César, o momento é de felicidade. “O governador tem feito um esforço para manter as promoções em dia, os prêmios de valorização, o banco de horas, além de todos os investimentos necessários. E este comando agradece a cada um dos senhores promovidos hoje por seus desempenhos”, conta.

(Foto: Sérgio Vale/Secom)
Nova coronel da corporação acreana (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Já o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Gundim, ressalta: “A promoção é muito importante na nossa carreira. É um caminho longo e difícil, mas muito especial. Desejo a todos os senhores sucesso em seus novos postos”.

Entre os oficiais promovidos estava Maria Nunes, que se tornou a segunda mulher a alcançar o posto de coronel na carreira militar estadual. Ela foi homenageada pela secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Concita Maia. “Estou muito agradecida a Deus, ao governo do meu estado, ao comando da Polícia Militar, que valorizam a mulher, à polícia feminina e à corporação como um todo”, afirmou, emocionada, ressaltando que não irá para a reserva, mas dará continuidade ao seu trabalho.