Na Funtac

Governo inaugura Viveiro de Mudas Nativas de Bambu nesta quarta-feira

O local conta com uma área de 192 m² e capacidade para instalação de 7.500 mudas (Foto: cedida)

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sect), da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), e da Fundação de Amparo a Pesquisa (Fapac), em um convênio com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), inaugura nesta quarta-feira, 20, às 9h, o Viveiro de Mudas Nativas de Bambu, projeto que faz parte do Centro Vocacional Tecnológico Bambu (CVT Bambu).

O local conta com uma área de 192 m² e capacidade para instalação de 7.500 mudas. Devido a dinâmica de crescimento da espécie, será possível reproduzir 45 mil mudas por ano.

O Acre possui a maior reserva de bambus nativos do mundo, com mais de 4,5 milhões de hectares, espalhados por mais de 10 milhões de hectares, com cerca de 10 espécies lenhosas e mais de 15 herbáceas.

Com o Viveiro, buscará se identificar qual o método de propagação mais indicado para as espécies nativas, possibilitando, assim, maior rendimento no adensamento populacional de bambuais nativos na recuperação de áreas degradadas e no florestamento ou plantio de áreas de produção.

“O projeto do CVT Bambu ainda prevê em 2018 a instalação de outros Viveiros em áreas rurais, particularmente em locais onde ocorrem grandes bambuais. Assim, será possível replicar os conhecimentos desenvolvidos nos laboratórios da Funtac, Embrapa e Viveiro Florestal, que são parceiros neste projeto”, destaca o diretor-presidente da Funtac, José Luiz Gondim.

De acordo com a gestora da Sect, Renata Souza, a instalação destes novos viveiros será realizada em duas etapas: “Na primeira, haverá um investimento direto pelo CVT Bambu, com implantação de viveiros na Funtac, no PA Bandeirantes e na Escola da Floresta. Na segunda, serão instalados outros viveiros como resultado das oficinas produtivas de bambu, onde serão repassadas diversas técnicas de uso da planta”.