Governo fecha parceria para implantação de escolas de ensino integral

Elevar a qualidade do ensino público no Acre sempre foi uma das prioridades do governador Tião Viana. Em Brasília, nesta segunda-feira, 17, uma reunião importante com o instituto de Corresponsabilidade Pela Educação (Ice) e institutos Sonho Grande e Natura, resultou em mais uma parceria que elevará, ainda mais, a qualidade da educação pública acreana. Trata-se da implantação de nove escolas de ensino público integral.

Parceria com institutos Ice, Sonho Grande e Natura resultará na implantação das primeiras escolas de ensino público integral no Acre (Foto: Assessoria)
Parceria com institutos Ice, Sonho Grande e Natura resultará na implantação das primeiras escolas de ensino público integral no Acre (Foto: Assessoria)

A reunião contou com a presença do diretor de projetos do Instituto Sonho Grande, Sandro Castro, do presidente do Ice Brasil, Marcos Magalhães, e da coordenadora de projetos educacionais do Instituto Natura, Carolina Faria. O secretário de Estado de Educação e Esporte, Marco Brandão, acompanhou a agenda.

“Desde a aprovação do Plano Estadual de Educação, nós temos o projeto de implementação das escolas de tempo integral. O que temos feito agora é buscar alternativas para que possamos consolidar esse processo iniciando a implantação das primeiras escolas”, explicou Brandão.

Brandão disse ainda que não se trata apenas de uma ampliação de jornada das aulas nas escolas, mas de uma mudança no modelo de formação centralizada do jovem e em seu projeto de vida, além da mudança na relação que estes estabelecem com a escola e seu futuro perante o século XXI.

Não se trata só da ampliação da jornada de aulas, mas de uma mudança no modelo de formação do jovem, em seu projeto de vida e na relação que estabelece com a escola e seu futuro (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Não se trata só da ampliação da jornada de aulas, mas de uma mudança no modelo de formação do jovem, em seu projeto de vida e na relação que estabelece com a escola e seu futuro (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

A perspectiva é trabalhar junto aos institutos para que, de 2017 a 2018, as escolas em tempo integral sejam uma realidade no estado.

“É um caminho que percorremos para dar sentido à escola e reduzir drasticamente os índices de evasão e repetência, dando aos jovens a oportunidade de futuro para que eles sejam protagonistas de seu processo de formação”, afirmou o secretário de Educação Marco Brandão.

A parceria

A parceria de gestão compartilhada com os institutos não gera custos para o estado, e a responsabilidade do governo é com a implementação efetiva do novo modelo de ensino. A parceria será contínua, pelos próximos três anos, até a entrega das escolas. Será um salto grande na qualidade da educação no Acre.

Institutos vão auxiliar na construção dos projetos políticos pedagógicos, dos marcos legais, no processo de formação das pessoas e na construção do ambiente para a escola (Foto: Assessoria)
Institutos vão auxiliar na construção dos projetos políticos pedagógicos, dos marcos legais, no processo de formação das pessoas e na construção do ambiente para a escola (Foto: Assessoria)

“Esses três institutos farão conosco um trabalho de gestão compartilhada, em que eles entram com todo o modelo de escola que já possuem. Eles serão corresponsáveis nesse processo de implantação, e vão nos auxiliar na construção dos projetos políticos pedagógicos, dos marcos legais, do processo de formação das pessoas e da construção do ambiente para essa nova escola”, explica Brandão.

Educação do Acre entre as melhores do Norte

Em 2014 e 2015, a educação pública acreana ocupou os primeiros lugares nas pesquisas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) entre os Estados da Região Norte. No levantamento de 2015, divulgado este ano, o Acre foi o Estado com o melhor desempenho do ensino fundamental 1 e 2 da Região Norte, empatando o primeiro lugar no ensino médio apenas com o Amazonas.

Em 2014 e 2015, a educação pública acreana ocupou os primeiros lugares nas pesquisas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Em 2014 e 2015, a educação pública acreana ocupou os primeiros lugares nas pesquisas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Entre as estratégias para elevar a qualidade do ensino, constam outros projetos, como o Centro de Estudo de Línguas (CEL) e o Instituto de Filosofia e Matemática, que tornam os estudos mais atrativos. Na gestão de Tião Viana, também houve a contratação, via concurso público, de 2.500 servidores para a Educação, sendo a maior contratação da história.

O ensino público integral será mais um projeto do governo que se complementará às demais atividades educacionais ofertadas pelo Estado, promovendo a garantia de um ensino de qualidade que oportunizará a formação com protagonismos aos estudantes acreanos.