Governo e prefeitura atuam com cautela na Operação Volta pra Casa

Governo e prefeitura trabalha integrados na assistência às famílias e no monitoramento dos rios (Foto: Val Fernandes/Secom)
Governo e prefeitura trabalham integrados na assistência às famílias e no monitoramento dos rios (Foto: Val Fernandes/Secom)

A vice-governadora Nazaré Araújo esteve reunida nesta sexta-feira, 13, na sala de situação com o prefeito Marcus Alexandre e demais membros da Defesa Civil estadual e municipal, Exército e gestores estaduais. Na pauta da reunião foi discutido o retorno das famílias às suas casas em Rio Branco.

Atualmente, na capital há 15 abrigos onde estão acomodadas 2.204 famílias. Para garantir o retorno delas aos seus lares foi montado um efetivo de 31 veículos grandes, que será ampliado com apoio de caminhões do Exército.

Contudo, a situação ainda exige cautela, tendo em vista que o Rio Acre permanece mais de dois metros acima da cota de transbordamento (14m).

“A avaliação da equipe é que o rio deve permanecer nesse nível e, portanto, só as famílias acima dessa cota estão autorizadas a voltar pra casa”, declarou Marcus Alexandre.

Atenção redobra em Sena Madureira

Nazaré Araújo observou que união entre governo e comunidade ajuda a vencer os desafios das cheias dos rios (Foto: Val Fernandes/Secom)
Nazaré observou que união entre governo e comunidade ajuda a vencer os desafios das cheias (Foto: Val Fernandes/Secom)

No interior a atenção também continua, principalmente em Sena Madureira, onde a cota do Rio Iaco continua aumentando.

“Nossa missão é garantir assistência ao município com a presença de equipes de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros para auxiliar as famílias, para que nada falte às comunidades nesse momento. As cheias dos nossos rios significam um desafio mas,  junto com a população, com o movimento da solidariedade e do voluntariado vamos vencer”, analisou a vice-governadora Nazaré Araújo.