Revelando Talentos

Governo e parceiros lançam Festival Estudantil da Canção 2018

Cerca de 15 escolas e reuniram para a abertura de FEC em Rio Branco (Foto: Mardilson Gomes/SEE)

A abertura da terceira edição do Festival Estudantil da Canção (FEC) 2018 foi realizada na tarde desta segunda-feira, 21, na Usina de Arte João Donato. Estudantes de pelo menos 15 escolas, entre elas: Colégio Estadual Barão do Rio Branco (Cebrb), José Rodrigues Leite, Boa União, Ejorb, Diogo Feijó, Cean, Lourenço Filho, José Calvino, Pedro Martinelo, Adalberto Sena, Lourival Pinho, Sebastião Pedrosa e Instituto São José participaram das atividades de lançamento.

O evento é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE), Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM) e Assessoria de Juventude (Assejuv), em parceria com a Prefeitura Municipal de Rio Branco.

Umas das novidades da edição de 2018 é a participação dos estudantes do ensino superior (Foto: Mardilson Gomes/SEE)

A campeã do FEC 2017, Aryanne Feitosa, 17 anos, esteve presente na abertura. Natural de Feijó, representou a escola José Gurgel Rabelo na categoria intérprete. Assim como Gabriella, a vencedora também contou com o apoio de amigos para fazer sua inscrição, pois achava que diante de tantos inscritos poderia não se destacar.

“Eu dei o meu melhor, consegui passar para a etapa final e ganhar. Com o prêmio consegui comprar o que eu tanto queria: um violão. Quem canta e acredita nesse talento, se fizer com todo amor, tem como realizar seu sonho. Eu vi isso na minha vida e incentivo quem gosta a investir em sua realização”.

Este ano, o festival possui um diferencial, pois além participação dos alunos do ensino médio das redes pública e particular da capital, estudantes de universidades e faculdades particulares também poderão se inscrever.

Abertura do FEC contou a presença de centenas de jovens na Usina de Arte João Donato (Foto: Mardilson Gomes/SEE)

Para a coordenadora do Programa de Mão Dadas com a Escola, Vera Lúcia Pires, a música é um meio de transformação das pessoas e o FEC foi pensado para que os jovens pudessem ter acesso a um momento de cultura, que é importante que seja providenciado dentro da escola.

“Temos quase 60 escolas dando oportunidades para os estudantes participarem ativamente dessa grande movimentação que é a música. E isso está dentro de um programa do governo, que é disseminar o diálogo e pensamento de cultura de paz, justamente, por vivermos em um mundo tão violento ações como essa se tornam um meio de transformação de consciência, participação e protagonismo juvenil”, destaca.

Ainda de acordo com a coordenadora, uma equipe da Assejuv já está viajando nos municípios do interior do estado mobilizando estudantes a participarem do FEC. Além disso, Vera ressalta que a secretaria se responsabiliza pelo transporte, alimentação e estadia desses alunos que forem selecionados para a final, que acontecerá no dia 26 de agosto, na Concha Acústica, em Rio Branco.

Para o deputado estadual Daniel Zen, que também é músico, iniciativas como o FEC, Jogos Escolares, Mostra Viver Ciência dialogam com  a possibilidade dos jovens terem oportunidade de mostrar seus talentos.

“A juventude que está nesse processo de autoconhecimento, descobertas do que gosta ou não, de aptidões é importante que tenha condição de experimentar boas experiências. E para isso precisam de espaços e programas como esse que dialoguem com as perspectivas e anseios dos jovens”, disse Zen.

Inscrições

Os jovens que tenham interesse em participar do FEC 2018 têm até 29 de junho, no horário de funcionamento das escolas listadas no edital.

A premiação será de R$ 3 mil para o 1º lugar, R$ 2 mil para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro colocado. Também terá premiação de R$ 500,00 para o vídeo mais curtido na página do FEC no Facebook e a torcida mais atuante de cada participante será premiada com um kit de Rádio Escolar.

Sucesso entre a comunidade estudantil

O FEC é o maior movimento cultural estudantil do estado e tem revelado talentos da terra em diferentes áreas artísticas e culturais. Um dos eventos mais prestigiados pela comunidade estudantil, reúne alunos de diferentes escolas da capital e do interior na busca de novos talentos em diversas categorias em torno da música e cultura local.

No ano passado foram 31 finalistas, divididos entre as regionais do Alto e Baixo Acre, Purus, Envira e Juruá, que se revezaram no palco tentando alcançar as primeiras posições.

A jovem Gabriella Costa, 17 anos, representante de Sena Madureira, foi uma das finalistas da edição do ano passado na categoria intérprete, apesar de não ter ganhado o primeiro lugar, a, hoje, aluna de fonoaudiologia, afirma que sua participação foi uma grande experiência

“Estou pensando se irei me inscrever novamente. Ano passado, minha família e meus amigos me incentivaram bastante e achei maravilhoso fazer parte do FEC. Para os jovens que desejam participar que venham com o objetivo de terem uma experiência nova e conhecer outras pessoas assim como eu fiz”, disse a jovem.