articulação

Governo e MP realizam reunião de acompanhamento das ações de fiscalização ambiental no estado

Representantes do Meio Ambiente do governo do Estado, do Mistério Público do Acre, Prefeitura de Rio Branco, pesquisadores e médicos participaram da quarta reunião de acompanhamento das ações de fiscalização ambiental, realizada nesta terça-feira, 19, por meio de videoconferência. No encontro também foi apresentado o planejamento da campanha contra queimadas no estado.

Entre os assuntos debatidos, estavam as missões de combate ao desmatamento ilegal nas unidades de conservação, a fiscalização contra queimadas no município de Rio Branco e as medidas adotadas para minimizar os problemas causadas pela pandemia do coronavírus.

Missões de combate ao desmatamento ilegal nas unidades de conservação estão em andamento em todo o estado Foto: Arquivo Sema

A diretora-executiva da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Vera Reis Brown, falou sobre as articulações do Comitê de Ações Integradas de Meio Ambiente. “Estamos realizando várias missões nas florestas para combater o desmatamento ilegal. Estamos muito preocupados com a devastação causada pelas derrubadas ilegais e com a seca severa prevista para o Acre, as queimadas precisam ser controladas”, disse.

Os problemas fundiários e as invasões de terras são responsáveis pela maior parte das derrubadas ilegais de floresta. “Esse problema vem se agravando ao longo de vários anos e precisa ser solucionado. A diferença que estou vendo agora é a articulação institucional que o governo vem fazendo, desde o ano passado, unindo os órgãos de comando e controle e fortalecendo as ações em campo”, afirmou o major Kleison Albuquerque, comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA). O Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) também tem atuado nas florestas para combater os crimes ambientais.

A procuradora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente (CAOP/MAPHU), Rita de Cássia Nogueira Lima, coordenou a reunião que contou ainda com a participação do secretário de Meio Ambiente de Rio Branco, Aberson Carvalho, que falou sobre as ações de combate a queimadas na capital.

Participaram ainda o promotor de justiça da especialidade de Meio Ambiente no Baixo Acre, Alekine Lopes, os pesquisadores Foster Brown e Sonaira Sousa, o assessor da presidência do Imac, Ivo Sena, o coordenador da Defesa Civil estadual, tenente-coronel James Joyce e outros integrantes do Ministério Público, Estado e prefeitura de Rio Branco.