fomento

Governo do Estado distribui produtos agrícolas a famílias carentes do Juruá

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa) e do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), entregou aproximadamente 600 kits de alimentos a famílias vulneráveis nos municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima.

As entregas foram possíveis graças ao Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre – PDSA II, por meio do qual o governo do Acre investirá mais 6 milhões de reais na aquisição da produção da agricultura familiar contemplando mais de 2 mil produtores beneficiando mais de 25 mil famílias carentes em todo o Estado.

Famílias recebendo seus kits de alimentação Foto: cedida

Na região do Juruá foram entregues nos últimos dias 595 kits, distribuídos pela Associação Santa Cruz, do município de Mâncio Lima. Os investimentos que fomentarão a produção da agricultura familiar e fortalecerá o homem do campo são oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre (PDSA II) levará alimentação saudável a mais de 25 mil famílias e geração de emprego e renda no campo. As famílias beneficiadas foram selecionadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres (SEASDHM), por meio do cadastro do Benefício da Prestação Continuada (BPC). As instituições que prestam serviços sociais também foram beneficiadas com a distribuição de alimentos.

A região que compreende os municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo será abastecida pelos produtores associados à Associação Santa Cruz do município de Mâncio Lima, que fará a entrega em toda a região do Juruá.

O coordenador do programa Compras Institucionais e Compras Emergenciais da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio, Paulo Lima Verde, destacou a importância do programa para as famílias beneficiadas e os produtores rurais.

“O governador Gladson Cameli vê no fomento da agricultura familiar, o pilar para o crescimento da economia do nosso Acre. Com isso, serão mais de 6 milhões de reais investidos até novembro de 2021, o que possibilitará comprarmos a produção de mais de 2 mil pequenos produtores”, concluiu.