demandas

Governo dialoga com Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cruzeiro do Sul

Em ação realizada, na manhã desta terça-feira, 18, pelo Departamento de Estrada de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuário do Acre (Deracre), na sede do órgão em Cruzeiro do Sul, o governo do Estado reuniu e dialogou com representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), a fim de estabelecer as tratativas que visam atender às demandas da categoria na região.

Presentes na reunião estavam o diretor do Deracre no Juruá, Luciano Oliveira; vereadores; secretários municipais; o presidente do STR, Francisco das Chagas Rodrigues; subprefeitos e demais convidados.

Um dos princípios da gestão estadual é verificar, in loco, as dificuldades do povo acreano, sobretudo, no que diz respeito a moradores de regiões longínquas, como os produtores rurais. “Nós recebemos e acolhemos a demanda do sindicato. Sentaremos e faremos os alinhamentos necessários diante das reivindicações”, esclareceu Luciano Oliveira.

Cerca de 100 produtores rurais dialogaram com o governo nesta manhã de terça-feria, 18, em Cruzeiro do Sul. Foto: Marcos Santos/Secom

Na segunda cidade mais populosa do Acre, cerca de 30 mil famílias, que residem nos mais de 800 km de ramais, carecem, principalmente no inverno, de subsídios, e o governo vem trabalhando para que esses anseios sejam atendidos. “No ano de 2020, realizamos serviços de manutenção em mais de 700 km de ramais. Agora, em 2021, já temos um planejamento para melhorar as condições de vida e de trabalho do produtor rural”, informou o diretor do Deracre no Juruá.

Na pauta, constavam os pedidos de seis patrulhas completas para garantir o acesso às comunidades; três tratores que mantenham as ações do programa Luz para Todos; uma equipe específica para recuperação e construção de pontes; uma patrulha no acampamento do Deracre e outra na Vila Lagoinha para possibilitar o escoamento da produção.

Cerca de 30 mil famílias da zona rural serão beneficiadas com ações futuras do governo. Foto: Marcos Santos/Secom

“Nós temos a preocupação de realizar um trabalho de qualidade. Boa parte da malha viária dessas regiões isoladas precisa de melhorias, mas, ramais como o Cinco, dos Caracas, Lua Clara, Boa Hora, o Três e a área do Badejo precisam de serviços urgentes, como a terraplanagem, por exemplo”, relatou o presidente do sindicato.

O sindicalista analisou que o diálogo mantido com o governo “gera um impacto positivo” e que ambos têm em comum a intenção de “selar a parceria para que os benefícios contemplem o trabalhador rural”.

Para o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cruzeiro do Sul, a parceria com o governo vai melhorar as condições de vida de quem mora em regiões isoladas do município. Foto: Marcos Santos/Secom

O otimismo do Deracre, diante da viável solução dos problemas levantados, marcou a reunião, que seguiu ao longo de toda manhã. Luciano Oliveira salientou, na ocasião, o pedido de união da classe política com a gestão do Estado para que, em parceria, possam trabalhar em benefício de toda a população acreana. “Os equipamentos novos, que são o sonho do governador e de todos nós, chegarão numa boa hora para mudar a realidade do produtor. Nós trabalhamos, pensando nessa realidade”, finalizou.