Melhora no abastecimento

Governo avança com obras da nova ETA de Marechal Thaumaturgo

Os serviços de saneamento integrado modificam o cenário de Marechal Thaumaturgo. Sistemas de tratamento de água e esgoto, módulos sanitários, pavimentação e a rampa de acesso ao terminal de transbordo contemplam o cronograma de ações desenvolvidas pelo governo do Acre.

Outro significativo investimento está concentrado na construção de uma nova estação de tratamento de água (ETA) com capacidade de produção de 30 litros por segundo e um reservatório apoiado de 500 mil litros, além de uma casa de química e o escritório de atendimento ao consumidor.

“Uma nova estrutura está sendo erguida às margens do Rio Amônia, onde captaremos, trataremos e efetuaremos a distribuição de água para a população urbana. Com a outra ETA de 30 litros por segundo que está em atividade no Rio Juruá, asseguraremos um pleno abastecimento para os próximos 20 anos”, destaca o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães.

Cerca de 80% das edificações e demais estruturas estão prontas. A estimativa de conclusão da nova ETA é para o fim de março. “Agora, mesmo com as intensas chuvas, foram iniciadas as fases de acabamentos, de soldas, instalação de registros e demais maquinários, para colocar em funcionamento esta moderna unidade de tratamento de água”, relata o diretor de operações do Depasa, David Bussons.

Uma nova ETA com capacidade para produzir 30 litros por segundo reforçará a rede de abastecimento de Marechal Thaumaturgo (Foto: Cedida)

Moradora da parte central da cidade, a professora Luciana Paiva comenta sobre a perspectiva da obra. “O abastecimento daqui ocorre normalmente, porém, em momentos de instabilidade, vem um pouco fraca, ainda mais que a cidade está crescendo rápido. No entanto, essa nova ETA garantirá água para todos. Agradeço esse cuidado que o governo está tendo com a gente”, disse Paiva.

Os investimentos em todas as obras de saneamento integrado alcançam a cifra de R$ 23 milhões, oriundos de uma parceria entre o governo do Estado e o Banco Mundial, por meio do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser), beneficiando os 17 mil habitantes de Marechal Thaumaturgo.

O projeto também atua em Santa Rosa do Purus, onde alcançou o índice conclusivo de 61%, Porto Walter, com 41%, e Jordão, com 25%, onde os trabalhos seguem para a fase final no decorrer de 2018, num investimento total de R$ 100 milhões da gestão Tião Viana na qualidade de vida desses moradores, além de elevar a colocação entre os municípios brasileiros no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).