ensino presencial

Governo abre oficialmente o ano letivo das escolas estaduais de Cruzeiro do Sul

A segunda-feira, 18, ficará marcada na vida de milhares de estudantes e centenas de educadores das escolas estaduais de Cruzeiro do Sul. Nesta data, o governador Gladson Cameli abriu oficialmente o ano letivo, que se inicia para 24 colégios estaduais da zona urbana do município, após dois anos de isolamento imposto pela pandemia da covid-19.

A Escola Cívico-Militar Madre Adelgundes Becker foi o palco escolhido pelo gestor para celebrar o retorno dos encontros na modalidade presencial.

Governador esteve na Escola Cívico-Militar Madre Adelgundes Becker para abrir o ano letivo das escolas estaduais, localizadas na zona urbana de Cruzeiro do Sul. Foto: Marcos Santos/Secom

Os mais de 500 alunos presentes à solenidade ouviam atenciosamente a mensagem de esperança proferida pelo governador, que relatou os avanços importantes que a educação tem adquirido nos últimos três anos e meio.

“É um dia especial, um momento de recomeços, de virar a página da pandemia”, externou o chefe do executivo.

Cameli pontuou os avanços que a atual gestão proporcionou à educação. Foto: Marcos Santos/Secom

Além de melhorias na estrutura das escolas e renovação da frota de veículos que transportam os alunos, a atual gestão estadual beneficiou a categoria com os auxílios de internet e alimentação, aquisição de computadores para os docentes e a concessão do reajuste salarial.

“Diante desses feitos, digo que vale a pena governar. Enquanto uns reclamam, continuarei firme, trabalhando. Com essa liberdade, quero continuar gerindo o nosso querido estado”, afirmou Cameli.

Estudantes estavam há mais de dois anos sem aula presencial em decorrência da pandemia da covid-19. Foto: Marcos Santos/Secom

Também se fizeram presente ao evento a coordenadora local do Núcleo da Secretaria Estadual de Educação (SEE), Ruth Bernadino, e outros membros de pastas, autarquias e departamentos do governo.

A primeira Escola Cívico-Militar do Juruá

Um vídeo foi preparado pela equipe gestora da Madre Aldegundes Becker, destacando os principais avanços da instituição, que é a primeira do Juruá a operar dentro do novo sistema de ensino. Cameli assistia emocionado aos registros do sucesso da iniciativa, que tem o gestor como idealizador.

Cameli assistindo ao vídeo que mostrava os avanços da escola após a implantação do sistema cívico-militar. Foto: Marcos Santos/Secom

Destaque em concursos e avaliações nacionais, a escola também atua na mudança de postura dos estudantes.

Equipe que vem transformando a realidade dos alunos e da comunidade onde se localiza o primeiro colégio cívico-militar do Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom

Rosa Guimarães Lebre, gestora civil do colégio, enfatiza o empenho e expectativa da equipe para colocar em prática ideias inovadoras, que possibilitarão, neste recomeço, um salto ainda maior na qualidade do ensino oferecido na escola.

“Outras grandes conquistas virão”, garante Rosa Lebre, diretora civil do colégio. Foto: Marcos Santos/Secom

“Este é o momento de executar o que planejamos há dois anos. Nosso maior objetivo é formar cidadãos compromissados e responsáveis, e entregar à sociedade homens e mulheres que agem pautados no bem”, frisou.