acções estratégicas

Governador participa de reunião estratégica do Conselho da Amazônia Legal

Em videoconferência, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, reuniu os representantes do Conselho da Amazônia Legal, formado pelos governadores do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, para apresentar as ações estratégicas que serão executadas pelo conselho no combate ao desmatamento e queimadas ilegais. A reunião realizada na manhã desta quinta-feira, 2, serviu ainda para anunciar a criação da Comissão de Saúde e Cidadania da Amazônia Legal para enfrentamento à Covid-19.

Na abertura da reunião, Mourão manifestou sua preocupação diante da crise ocasionada pela Covid-19 que, segundo ele, irá afetar todas as ações emergenciais constantes no planejamento estratégico elaborado pós-encontro do Consórcio Interestadual da Amazônia Legal, no 20º Fórum de Governadores. Ao apresentar o decreto que criou o Conselho da Amazônia Legal, o vice-presidente falou da necessidade de readequar e priorizar ações integradas entre a União, estados e municípios, em pontos críticos, com maior incidência de desmatamento e queimadas ilegais.

Em resposta, o governador do Acre, Gladson Cameli, parabenizou o vice-presidente e sua equipe pela rapidez na elaboração das estratégias, com base nos debates apresentados durante o 20º Fórum de Governadores.

Governador do Acre, Gladson Cameli, parabenizou o vice-presidente e sua equipe pela rapidez na elaboração das estratégias, com base nos debates apresentados durante o 20º Fórum de Governadores Fotos: Diego Gurgel/Secom

“O vice-presidente Mourão mostrou mais que um modelo de gestão ambiental voltada para o desenvolvimento da Amazônia, ele apresentou, em pouco tempo, ações estratégicas que vão possibilitar bons resultados a curto, médio e longo prazo. O Acre estará alinhado com o planejamento apresentado aqui pelo Conselho da Amazônia Legal para combate do desmatamento e queimadas ilegais. Reafirmo total apoio quanto à aprovação da lei ambiental específica. Queremos desenvolvimento que una proteção, preservação e respeito a nosso povo”, destacou Cameli.

Mourão anunciou a criação do Gabinete de Prevenção e Combate ao Desmatamento e às Queimadas (GSI-PR), que contará com sistema operacional de inteligência integrado com sistemas de sensoriamento e imagens. Além disso, ele destacou a ativação dos Centros de Comando e Controle Avançados em Belém, Porto Velho e Manaus. A proposta é que ações imediatas sejam executadas mediante as necessidades de cada estado.

Paralelamente, serão realizadas ações de prevenção à expansão da Covid-19 na Amazônia; acompanhamento e execução do Programa Floresta+; reativação do Fundo da Amazônia e financiamentos internacionais. Mourão explicou que é prioridade para o governo federal atuar no fortalecimento da organização do Tratado de Cooperação Amazônica e do Núcleo da Força Nacional Ambiental. Ele conclamou os governadores a unirem esforços também na aprovação da legislação ambiental específica para os estados que compõem a Amazônia.

Participaram da videoconferência: a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri; o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti; o Chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade; o secretário Estadual de Saúde, Alysson Bestene; o secretário Estadual de Planejamento e Gestão, coronel Ricardo Brandão; e a secretária Estadual de Comunicação, Silvânia Pinheiro.